Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Livros didáticos sem uso são descartados por escola e doados para reciclagem em MG

Materiais eram de escola de Caldas MG . Eles estavam na carroceria de um caminhão que levava os livros para o interior de São Paulo.

 

Centenas de livros didáticos, parte deles considerados novos, foram descartados e doados à reciclagem por uma escola estadual de Caldas (MG). Eles foram encontrados em um caminhão durante uma blitz de rotina da Polícia Rodoviária Federal de Poços de Caldas (MG).

O motorista informou aos policiais que a carga pertencia a Escola Estadual Vicenti Landi Júnior e estava a caminho de uma empresa no interior de São Paulo, que irá reciclar os livros.

“São livros didáticos de um plano antigo, já vencidos de 2016 para trás. São livros que já foram utilizados por alunos”, explica a diretora da escola, Marcela Maria Santos de Carvalho.

A reportagem do Jornal da EPTV, afiliada da Rede Globo, encontrou entre os livros na carroceria alguns exemplares novos, sem marcas de uso ou nomes, em perfeito estado de conservação.

Livros foram encontrados em carroceria de caminhão em Poços de Caldas (MG). (Foto: Reprodução/EPTV) Livros foram encontrados em carroceria de caminhão em Poços de Caldas (MG). (Foto: Reprodução/EPTV)

Livros foram encontrados em carroceria de caminhão em Poços de Caldas (MG). (Foto: Reprodução/EPTV)

Eles foram levados a uma empresa de Poços de Caldas onde serão prensados e depois levados ao interior de São Paulo para serem reciclados.

Lei

A resolução 2948 de março de 2016 determina que, depois de usado, o livro fica sob responsabilidade da escola e só pode ser considerado inutilizável quando, por exemplo, está desatualizado ou possui algum dano e péssimo estado de uso.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação afirmou que o descarte de livros ainda durante o período de utilização fere as normas do Programa Nacional do Livro Didático e os gestores podem responder por esse descarte indevido.

Por telefone, a diretora da Superintendência Regional de Ensino de Poços de Caldas, Rosimar do Prado Carvalho, informou que cada livro é destinado a um período de três anos. Após este período, o governo distribui novos livros. Passado este prazo, a escola tem autonomia para descartar o material, mesmo que ele nunca tenha sido utilizado.

Confira mais notícias da região no G1 Sul de Minas

  • Caldas
  • Poços de Caldas

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE