Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Operação prende irmãos suspeitos de assaltarem fazenda na rodovia BR 010, em Mãe do Rio

Segundo as investigações, os dois homens armados invadiram o local e fizeram os moradores reféns.

 

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira (8), a operação "Fronteira" nas cidades de Mãe do Rio e São Miguel do Guamá, no nordeste do Pará, para dar cumprimento a mandado de busca e apreensão e de prisão temporária contra os irmãos Juliano Trindade Travassos e Julian Trindade Travassos. Os dois são acusados da autoria de um assalto a uma fazenda, localizada às margens da rodovia BR 010, em Mãe do Rio.

O crime ocorreu no último dia 9 de julho deste ano, por volta de 12h30, quando dois homens armados invadiram o local e fizeram os moradores reféns. Do local, foram roubados celulares, dinheiro, cordões de ouro, um televisor de 50 polegadas e um relógio de pulso de alto valor. Na fuga, os bandidos roubaram uma caminhonete que estava estacionada em frente à fazenda. Um dia após o crime, o carro foi abandonado em São Miguel do Guamá.

O veículo foi apresentado na delegacia do município, onde foi devolvido aos proprietários. Durante as investigações, as vítimas relataram as características dos autores do roubo aos policiais civis. Após o reconhecimento fotográfico, as vítimas apontaram os irmãos como os autores do roubo. Ambos com passagens por crimes de tráfico de drogas e roubo em Mãe do Rio e São Miguel do Guamá.

Segundo a delegada Lua Figueiredo, de São Miguel do Guamá, foi realizado um levantamento dos endereços dos alvos naquela cidade. Com isso, o delegado Robson da Silva Mendes solicitou à Justiça o mandado de busca e apreensão domiciliar e prisão dos investigados. As medidas cautelares foram deferidas pela Justiça de Mãe do Rio.

A operação contou com a equipe da Delegacia de Mãe do Rio composta pelo delegado Robson Mendes, investigador dos Anjos e escrivã Jackqueline, com apoio da equipe da Delegacia de São Miguel do Guamá, composta pela delegada Lua Figueiredo, investigadores Ronald, Helio e Ocelio.

Durante as buscas domiciliares, foi encontrado na residência de Juliano o relógio de pulso roubado da casa das vítimas. Os investigados negaram participação no crime. A prisão foi comunicada ao Poder Judiciário e os presos estão recolhidos à disposição da Justiça em Mãe do Rio.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE