Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Hospital Regional de Santarém realiza formatura da primeira turma de Libras

 

Hospital Regional de Santarém realiza formatura da primeira turma de Libras

Iniciativa tem como principal objetivo a inclusão de usuários surdos, além de garantir de atendimento humanizado para todos
 
O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, realizou nesta terça-feira (12), cerimônia de formatura das duas primeiras turmas do curso da Língua Brasileira de Sinais (Libras) da unidade. Durante sete meses, 35 colaboradores do hospital foram capacitados. A medida visa garantir a eficiência da comunicação, além de um atendimento mais humanizado aos usuários surdos do Sistema Único de Saúde (SUS).
 
O Projeto "PCD no HRBA: todos pela inclusão", resgata a política de inclusão social de pessoas com deficiência, com objetivo de contribuir com a formação profissional e educação continuada, por meio da formação em Libras. “O objetivo do curso foi proporcionar aos nossos colaboradores formação para que eles possam receber usuários do SUS com deficiência auditiva. Além disso, que essa pessoa com deficiência (PCD) também possa vir a se tornar colaboradora na unidade, interagindo com colegas preparados. Estamos trabalhando a inclusão social, e garantindo a inserção desse público no mercado de trabalho”, destaca a coordenadora da Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP), do HRBA, Claudiléia Galvão.
 
O curso foi realizado em conjunto com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que viabilizou parceria com a Coordenação de Educação Especial, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).  A cerimônia contou com a participação da representante do Governo do Estado, Talita Liberal, e da promotora de Justiça do Ministério Público do Pará, Lilian Braga. “Meu interesse é que nesta unidade, as pessoas que aqui ingressem sejam cada vez melhor atendidas. Tenho certeza que o que aprenderam no curso é um capital para a vida de cada um. A gente precisa se abrir para a comunicação com o outro, para que consigamos entender a dimensão do problema e do desejo das pessoas que chegam até nós”, enfatiza a promotora.
 
A solenidade de formatura contou com a apresentação dos formandos, que interpretaram em Libras as músicas “Vem Chegando o Natal”, da cantora Aline Barros e “Bate o Sino”, da cantora Simone. "Foi um momento muito importante para mim. Agora me sinto preparada para me comunicar com esse público, e se futuramente vier a ter um colega de trabalho com deficiência auditiva, poderemos trocar informações sem dificuldades. Foi um curso que contribuiu não apenas para a minha vida profissional, mas também me transformou como pessoa", comentou a auxiliar administrativo do setor de Recursos Humanos do HRBA, Tamiris Melo.
 
“É fundamental que mais pessoas aprendam Libras, pois assim é possível efetivar a comunicação. Este foi um público que viveu muito tempo excluído do meio social, e o Hospital Regional de Santarém ter essa sensibilidade, em se preparar para se comunicar com ele, para incluir, é muito emocionante”, afirma o intérprete em Libras, Alexandre Lucena, que atuou junto com a professora de Libras, Aurilane Marques, nas aulas do curso.
 
Acolhendo a uma população estimada em mais de 1,1 milhão de pessoas residentes em 20 municípios do Oeste do Pará, o HRBA é uma unidade pública do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que tem avançado na promoção de uma saúde segura, de qualidade e acessível a todos.
 
“O HRBA tem um papel importantíssimo de preparar nossos profissionais, para que eles sejam cidadãos, trabalhando não só a assistência à saúde, mas a equidade do acesso ao Sistema Único de Saúde. A formação dessas primeiras turmas de Libras demonstra que todos, sem exceção, têm acesso aos melhores serviços de saúde. Nosso compromisso é dar assistência de qualidade e humana”, reitera o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.
 
Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
 
A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE