Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Hospital Metropolitano e Detran fazem homenagem em memória às vítimas de acidente de trânsito

 

Hospital Metropolitano e Detran fazem homenagem em memória às vítimas de acidente de trânsito

Unidade referência para o tratamento de média e alta complexidade a vítimas de traumas e queimados, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), recebeu, neste domingo (17), uma programação alusiva ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito.

A ação foi realizada em parceria com o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), além de outros órgãos, visando conscientizar a comunidade em geral por um trânsito mais seguro e humanizado. Segundo dados levantados pelo HMUE, unidade gerenciada pela Pró-Saúde, somente de janeiro a outubro deste ano foram realizados 3.475 atendimentos decorrentes de acidentes de trânsito.

O diretor Hospitalar do HMUE, Itamar Monteiro, enfatizou a importância de ações de conscientização e educação no trânsito. "Esse evento alerta as pessoas e como é possível evitar os acidentes com atitudes de prevenção. Se essas pessoas pudessem usar os equipamentos de segurança, respeitar as sinalizações e não beberem ao dirigir, não trariam prejuízos à sociedade e a si mesmas”, destacou o gestor.

Segundo dados divulgados pelo Detran, foram registrados 9.269 acidentes em todo o Pará, nos quatro primeiros meses deste ano. Os seis principais fatores de risco nas vias, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) são: não uso do capacete, não uso do cinto de segurança, uso do celular, não uso do dispositivo de retenção para criança, excesso de velocidade, associação entre bebida e direção.

O frentista Luiz Guilherme, de 31 anos, foi mais uma vítima que entrou para a estatística ao fraturar a perna no último domingo, dia 10. Internado no HMUE, ele conta que pilotava uma moto quando foi atingido por outro motociclista alcoolizado. Para ele, o uso de equipamento de segurança o livrou de um desastre que poderia ter causado maiores danos. “Bebida com direção não combina. Eu estava de capacete e isso me livrou de algo pior”, conta o paciente.

O diretor Técnico Operacional de Trânsito do Detran, Bento Gouveia, reforçou o poder que a prevenção e a reflexão possuem. “Temos feito várias campanhas ao longo do ano para educar e conscientizar a sociedade em geral. Efetivamente, o trânsito não vai funcionar só com a educação. É preciso ter as três esferas, que são a educação, a engenharia e a fiscalização”, ponderou o diretor.

O evento contou com apresentação musical, culto ecumênico, homenagens e distribuição de laços pretos. A programação foi aberta ao público e ainda contou com depoimentos emocionados de vítimas de acidentes de trânsito e familiares que perderam entes queridos.

Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito

Denominada de Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito, a homenagem foi instituída pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2005.

Sobre o HMUE

Referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua (PA), dispõe de 198 leitos operacionais nas especialidades de traumatologia, cirurgia geral, neurocirurgia, clínica médica, pediatria, cirurgia plástica exclusivo para pacientes vítimas de queimaduras, além de leitos de UTI.

O HMUE recebe pacientes da Região Metropolitana de Belém, dos diferentes municípios do Pará e também de outros estados. Em 2018, realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Leonardo Nunes
Coordenador de Comunicação
Pró-Saúde Pará
+55 91 98886 0079

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE