Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Hospital Regional de Santarém realiza workshop

Hospital Regional de Santarém realiza workshop sobre os cuidados necessários com o bebê prematuro

 
Programação faz parte do primeiro Workshop Sobre Prematuridade do hospital -   / Fotos: Pró-Saúde
Programação faz parte do primeiro Workshop Sobre Prematuridade do hospital / Fotos: Pró-Saúde / Fotos: Pró-Saúde

Hospital Regional de Santarém realiza workshop sobre os cuidados necessários com o bebê prematuro
 
Programação faz parte do primeiro Workshop Sobre Prematuridade do hospital
 
Neste domingo, 17 de novembro, é lembrado o Dia da Prematuridade e serve como alerta sobre os bebês que nascem prematuros. Para aumentar a conscientização sobre o tema, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, realizou nesta quinta-feira (14), o “I Workshop Sobre Prematuridade: o cuidado ao prematuro”. O evento teve como objetivo disseminar assuntos relevantes aos cuidados com recém-nascido prematuro.
 
De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 1 a cada 10 bebês, nasce prematuro. Em todo o mundo, a prematuridade é a principal causa de óbitos em menores de 5 anos. O Brasil ocupa o 10º lugar no ranking mundial de países que mais registram nascimentos de bebês prematuros. 
 
Referência em saúde de alta complexidade no oeste do Pará, o HRBA é uma unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que possui 19 leitos de UTI Neonatal. “A prematuridade é um problema mundial. Precisamos lembrar a data, para disseminar as informações, pois atitudes simples podem ajudar esse bebê a se tornar uma pessoa saudável. É primordial que o profissional tenha ciência da importância do cuidado. O prematuro requer muita atenção e técnica até na maneira de pegar”, explica a supervisora da UTI Neonatal do HRBA, Edinaia Neres.
 
Temas como boas práticas no cuidado ao prematuro internado na UTI, o impacto da prematuridade na vida mental da puérpera, a importância do cuidado multiprofissional na prematuridade e o manuseio mínimo do recém-nascido prematuro foram abordados. 
 
“Eu estava com 29 semanas, enfrentei complicações como perda de líquido, e o Felipe estava entrando em sofrimento fetal, e tivemos que fazer o parto em uma maternidade da cidade. Fomos referenciados ao Hospital Regional de Santarém e ao dar entrada na unidade, percebemos a melhora no cuidado de imediato. Ele foi medicado, passou 29 dias internado. Todo o aparato e toda a equipe do HRBA, no cuidado, na atenção, foi de suma importância para que hoje ele esteja com saúde, com vida e em nenhum tipo de problema. É um menino inteligente, saudável”, destacou Fabíola Ramos, mãe do Felipe Ramos, de 9 anos, durante a cerimônia de abertura do workshop.
 
Para o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi, a iniciativa é fundamental para que os profissionais sigam se qualificando para a unidade avançar cada vez mais no atendimento humanizado. “O HRBA é uma referência no atendimento ao paciente prematuro em toda a região Oeste do Pará, e inclusive, recebe pacientes vindos de outras regiões do estado. Seguimos investindo na formação dos nossos profissionais e no aprimoramento de novas técnicas que visam garantir uma assistência segura e humana aos pacientes prematuros que recebemos referenciados", ressalta. 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE