Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Trudeau '''tem duas caras''', diz Trump ao comentar vídeo

Presidente americano afirmou que Trudeau provavelmente ficou chateado por ele ter pedido mais contribuições para Otan.

 
 -   /
/ /

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (4) que o premiê do Canadá, Justin Trudeau, "tem duas caras" ao comentar um vídeo feito no Palácio de Buckingham, em Londres, em que ele aparenta estar rindo do americano.

O canadense aparece ao lado de governantes do Reino Unido, França e Holanda comentando as longas aparições de Trump à imprensa na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que acontece em Watford, nos arredores de Londres.

O incidente, que aconteceu na terça-feira (3) e foi divulgado nesta quarta, ocorre no momento em que a organização celebra seu 70º aniversário e tenta dar sinais de unidade.

Ao comentar o vídeo, logo após dizer que o canadense tem duas caras, Trump também afirmou que Trudeau provavelmente ficou chateado por ele ter pedido mais contribuições financeiras para Otan.

"Acho que ele é um cara muito legal, mas você sabe que a verdade é que eu o cobrei pelo fato de que o Canadá não está contribuindo com 2% [do seu PIB para a Otan] e posso ver que ele não está muito feliz com isso", declarou Trump.

Diálogo

Primeiro-ministro Boris Johnson (à direita), presidente Emmanuel Macron (de costas), premiê canadense Justin Trudeau e premiê holandês, Mark Rutte, foram filmados aparentemente rindo do presidente dos EUA, Donald Trump  — Foto: Host Broadcaster via AP Primeiro-ministro Boris Johnson (à direita), presidente Emmanuel Macron (de costas), premiê canadense Justin Trudeau e premiê holandês, Mark Rutte, foram filmados aparentemente rindo do presidente dos EUA, Donald Trump  — Foto: Host Broadcaster via AP

Primeiro-ministro Boris Johnson (à direita), presidente Emmanuel Macron (de costas), premiê canadense Justin Trudeau e premiê holandês, Mark Rutte, foram filmados aparentemente rindo do presidente dos EUA, Donald Trump — Foto: Host Broadcaster via AP

As imagens, filmadas pelo anfitrião britânico na noite de terça-feira (3), foram divulgadas com legenda pela rede de televisão canadense CBC, segundo a France Presse.

Nelas, pode-se escutar o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, perguntando ao presidente francês, Emmanuel Macron: "Foi por isso que chegou tarde?".

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, intervém: "Chegou tarde porque sua coletiva de imprensa durou 40 minutos".

No começo da terça-feira, a reunião bilateral entre Macron e Trump foi precedida por uma longa atenção à imprensa, quando os líderes demonstraram publicamente suas divergências sobre a estratégia da Otan e sobre comércio.

No vídeo, Macron parece contar uma piada sobre o encontro, diante dos olhares da princesa Anne e do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, mas o francês vira de costas para a câmera e suas palavras não podem mais ser ouvidas.

"Oh, sim, sim, anunciou...", reage Trudeau em um tom brincalhão, acrescentando: "Você acaba vendo sua equipe boquiaberta".

Como na reunião da Otan do ano passado, Trump quebrou o protocolo da cúpula e usou suas aparições públicas com aliados para responder a dezenas de perguntas dos jornalistas.

O dirigente americano classificou de "insultantes" as críticas de Macron sobre a morte cerebral da Otan, criticou novamente os países europeus por não gastarem os suficiente e a investigação pela qual ele poderá sofrer um impeachment.

Aumento da contribuição

A exigência de Washington para que os outros membros da Aliança aumentem seus gastos militares são constantes desde a presidência de Barack Obama, protagonizou as cúpulas em Bruxelas em 2017. Em 2018, Donald Trump voltou a insistir nessa meta.

O secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg, tem se esforçado nos últimos dias para convencer Trump de que o Canadá e os aliados europeus cumprirão seu compromisso de atingir 2% do PIB nacional em gastos militares até 2024, como prometeram na cúpula de Gales em 2014.

O presidente americano elogiou esses esforços dos países-membros em uma reunião com o secretário-geral, mas acredita que os processos para aumento nos investimentos estão "morosos".

Apesar das divergências entre os aliados e a ameaça da Turquia de vetar qualquer decisão, os líderes da Otan adotaram nesta quarta uma declaração conjunta por ocasião da 70º aniversário da Aliança Atlântica.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE