Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

'''Tudo ok''', brega-funk para superar ex, vira candidata a hit do verão com memes e desafio no TikTok

Parceira de Thiaguinho MT e JS O Mão de Ouro, ex-sertaneja Mila fala ao G1: Hit veio para incentivar mulheres a se amarem mais e não deixarem de viver e ser feliz por homem nenhum.

 
 -   /
/ /

Após os hits de brega-funk se consolidarem em 2019, era natural que uma canção do estilo seja uma das favoritas a virar hit do verão 2020.

Bastou juntar as batidas do ritmo e um toque de arrocha com letra curtinha e colante sobre superação. "Tudo Ok" já domina as redes sociais, incluindo o TikTok, por onde ganhou um desafio: todo mundo vai se arrumando (seguindo os conselhos da letra) ao som do hit.

Ele é cantado por Mila, uma ex-sertaneja paulistana, em parceria com o cantor Thiaguinho MT, autor da música. A produção é de JS O Mão de Ouro.

"É hoje que ele paga todo o mal que ele te fez / Cabelo ok, marquinha ok, sobrancelha ok, unha tá ok / Brota no bailão pro desespero do seu ex / Se ele te trombar vai se arrepender / Uma bebê dessas, nunca mais ele vai ter"

O brega-funk sobre superação foi citado por celebridades como a apresentadora Maisa Silva e a sertaneja Maraisa. Ganhou também memes variados citando trechos da letra. "A internet é maravilhosa. É muita criatividade num só lugar", diz Mila ao G1.

Teve internauta colocando a trilha para ilustrar relacionamentos de ex-casais famosos como Selena Gomes & Justin Bieber e Bruna Marquezine & Neymar.

"O hit veio para incentivar as mulheres a se amarem mais, se valorizarem e não deixarem de viver e ser feliz por homem nenhum."

Quem é Mila?

Mila é Camila Braga, de 30 anos. Até 2019, formava a dupla sertaneja Camila & Haniel. Os dois cantavam juntos desde 2013 e bombaram em 2015 com "Gelo na balada".

Era outra que tinha versos sobre a superação de um relacionamento, como no refrão: "Sabe aquele gelo que você me deu? Eu tô tomando ele na balada com whisky e Red Bull".

Mas a dupla não existe mais, e nem o sertanejo na vida de Mila. "O brega-funk me escolheu. Me encantei e me encontrei." Com toda a mudança, assumiu o nome de Mila. “Fui presenteada e batizada pelo meu amigo influencer Carlinhos Maia", explica, citando o humorista.

Brega-funk ou arrocha-funk?

"Tudo ok" é produzida pelo DJ de brega-funk JS. Mas a música cita o arrocha-funk na letra, e tem elementos desta mistura que já teve sucesso no Rio, com o "Arrocha da Penha", e em São Paulo, com "Pode se soltar", de Jerry Smith.

O brega-funk e o arrocha-funk fazem parte da mesma conexão entre o funk do Sudeste e ritmos do Nordeste. O primeiro é derivado da cena do brega pernambucano e o segundo é ligado ao arrocha, nascido na Bahia.

Tudo ok na vida pessoal?

Mila é uma das intérpretes de "Tudo ok" — Foto: Divulgação Mila é uma das intérpretes de "Tudo ok" — Foto: Divulgação

Mila é uma das intérpretes de "Tudo ok" — Foto: Divulgação

Mila se separou no ano passado do empresário Junior Mendonza, após pouco mais de um ano de casamento. Segundo Camila, a música não tem relação direta com a separação, mas ajudou a cantora a superar o momento.

"Consegui transformar um momento tão delicado e doloroso em um momento de autoaceitação."

"Ganhei muito mais autoestima e apoio absurdo de tanta gente que a música contribuiu para dar forças a todas as mulheres que foram machucadas de alguma forma e que passaram por situações delicadas."

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE