Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Japão confirma 1º caso de nova pneumonia viral chinesa

Doença que parece ser um novo tipo de coronavírus já matou uma pessoa na China.

 

O Ministério da Saúde do Japão confirmou nesta quinta-feira (16) que um homem de 30 anos contraiu a misteriosa pneumonia viral que deixa a China em alerta. Segundo o governo japonês, o paciente esteve no início de janeiro em Wuhan, cidade chinesa que é o epicentro da doença que já matou uma pessoa.

O homem é de Kanagawa, cidade vizinha a Tóquio, foi hospitalizado com febre alta e outros sintomas no dia 10 de janeiro, logo após voltar da China.

  • A misteriosa pneumonia que preocupa a China

Os resultados das análises saíram no dia 15 de janeiro, e confirmaram a presença de novo coronavírus surgido na China. O homem melhorou e recebeu alta nesta quarta-feira (15). Também na quarta, a OMS confirmou que a doença foi diagnosticada na Tailândia.

As autoridades chinesas avaliam que o risco de o novo surto de pneumonia viral ser transmissível entre humanos é "baixo", mas "não está descartado".

Um homem de 61 anos morreu no dia 11 de janeiro devido ao surto da doença na China. No total, 41 pessoas em Wuhan foram infectadas com o que parece ser um novo tipo de coronavírus

Segundo testes preliminares cujos resultados foram divulgados pela Comissão Municipal de Saúde de Wuhan, o agente patogênico causa "um tipo desconhecido de pneumonia viral".

Segundo o mais recente posicionamento de órgãos chineses, não se trata de casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS, na sigla em inglês), como foi cogitado anteriormente.

Uma epidemia de SARS, potencialmente mortífera e semelhante à gripe, matou mais de 700 pessoas em todo o mundo entre 2002 e 2003, tendo início na China.

Autoridades chinesas também descartaram a possibilidade de gripe aviária e da Síndrome Respiratória do Oriente Médio. Com isso, de acordo com as autoridades, as investigações continuam.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE