Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mães de estudantes do Ciaba de Belém reclamam da manutenção de aulas mesmo com a recomendações contra Covid-19

Medida descumpre recomendações das autoridades. Alunos seguem recebendo aulas de professores de vários estados do Brasil.

 
 -   /
/ /

Mães e pais de estudantes do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba) de Belém temem pela saúde dos filhos que estudam em regime de internato. De acordo com os familiares, as aulas não foram suspensas e os alunos não podem sair do espaço.

“Não poder se licenciar (sair do centro) é correto, tudo bem, mas a partir do momento que eles tivessem sendo amparados realmente lá dentro. Eles estão tendo aula, o material de higiene que eles podem ter, o álcool gel, é de uso coletivo, colocado em sala de aula. Alguns professores que são aulas pra eles moram foram, ou seja, civis saem e entram no centro. E isso não é isolamento”, relata uma mãe preocupada que preferiu não se identificar.

Escolas, universidades e instituições de ensino públicas e privadas estão com as aulas suspensas. As medidas foram divulgadas ao longo da semana. “Eles têm muitos professores acima de 60 anos e com doenças preexistentes. E todos tem ido dar aula. Eles tomaram medidas sim, nas salas, com roupas de cama, com limpeza, mas o problema é que a quarentena lá dentro não tá sendo como devia. Entram civis, as aulas permanecem e isso tem causado medo”, contou outra mãe de estudante.

“A Marinha deveria dar opção. O aluno que preferir ficar com a família, que fique com seus familiares. Aqueles que optarem por permanecer, seja por qualquer motivo, que permaneça. Nesse momento, entendemos que é importante o isolamento, porém, a família é importante estar junto nesse instante. Estamos preocupadas com os nossos filhos”, completou a mãe de um terceiro aluno do CIABA.

De acordo com a Marinha do Brasil, o CIABA, por cumprir regime de internato com alunos advindos de diversas cidades do Brasil, suspenderá a saída dos alunos inicialmente por 15 dias, a fim de evitar exposições em deslocamentos para suas cidades de origem. As atividades escolares serão mantidas no período, seguindo as medidas de prevenção estabelecidas pelo Ministério da Saúde. Ainda segundo a Marinha, os grupos de risco estão sendo preservados por meio de uma rotina de trabalho flexibilizada.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE