Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

GRIPE: João Pessoa vai vacinar idosos em ginásios de escolas para evitar aglomeração em postos de saúde

Secretaria de Saúde de João Pessoa decidiu descentralizar a vacinação contra a Influenza e usar escolas

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIODivulgaçãoCom o intuito de evitar aglomerações e proteger os idosos do coronavírus, a Secretaria de Saúde de João Pessoa decidiu descentralizar a vacinação contra a Influenza, que começa nesta segunda-feira (23). O primeiro público alvo da campanha, idosos acima de 60 anos, deverão procurar postos especialmente montados nas escolas municipais e estaduais. A medida será possível graças à suspensão das aulas.

Chefe de imunização de João Pessoa, Fernando Virgolino, explica que os idosos serão atendidos de forma diferenciada em razão da pandemia. Para os idosos acamados a Unidade de Saúde da Família entrará em contato para agendar a vacinação em domicílio. Todos as outras pessoas com mais de 60 anos devem procurar as escolas públicas da cidade, onde serão montados postos de atendimento especificamente para eles. 

“Para os idosos de forma geral, a gente vai estar abrindo 68 locais em ginásios de escolas públicas do município de João Pessoa, que são escolas municipais e estaduais de bairro, no intuito de ofertar essa vacina em local amplo, arejado, onde tenha circulação de ar, e a gente pudesse manter uma distância entre os idosos para evitar que eles estejam expostos ao coronavírus, visto que a gente está aí em uma pandemia mundial e o intuito é oportunizar a vacina em locais onde diminua o índice de transmissão dessa população”, explica.

 

 

A Secretaria de Saúde de João Pessoa pede que os 76 mil idosos da capital procurem exclusivamente as escolas para a vacinação. O horário de atendimento também será diferenciado: de 13h às 18h. Já os postos de saúde devem atender cerca de 23 mil profissionais de saúde, também englobados nesta primeira fase.

As outras três fases da vacinação contra o Influenza também serão diferenciadas na capital da Paraíba. A partir do dia 8 de maio as doses estarão disponíveis para gestantes e puérperas – mulheres que deram à luz recentemente. No dia 16 de abril, é a vez de professores, portadores de doenças crônicas e crianças entre 6 meses e 5 anos e 11 meses. O Dia D será no dia 9 de maio, quando os demais públicos-alvo podem receber a vacina. Vale lembrar que a partir de 2020 adultos entre 55 e 60 anos também devem participar da campanha.  

O Influenza é uma infecção aguda do sistema respiratório e, segundo Ministério da Saúde, possui alto potencial de transmissão. Os principais sintomas da infecção são febre, dor no corpo, dor de cabeça e tosse seca. 

A vacinação contra a Influenza, segundo as autoridades de saúde, é fundamental no combate ao coronavírus. Ao retirá-la da triagem, os casos de Covid-19 são identificados mais rapidamente e, além disso, a vacina previne que idosos tenham o sistema respiratório sobrecarregados.

A especialista em Epidemiologia da USP, Ana Paula Sayuri, destaca que o vírus Influenza pode trazer sérias consequências à saúde dos infectados.
TEC/SONORA Ana Paula Sayuri, especialista em Epidemiologia da Universidade de São Paulo (USP)

“Essa doença pode se agravar. Na forma grave, a pessoa pode ter dificuldade de respirar, às vezes até necessitando de ser hospitalizada. É o que a gente chama de síndrome respiratória aguda grave”, destacou. 

A vacinação contra a influenza, em João Pessoa, começa nesta segunda-feira (23) para pessoas entre 60 e 79 anos e profissionais da área de saúde. A partir do dia 16 de abril, o público-alvo é ampliado para professores e profissionais das forças de segurança. O Dia D está marcado para 9 maio, quando deverão ser vacinadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos incompletos, além de adultos entre 55 a 60 anos. 

Os idosos que tiverem cartão de vacinação devem levá-lo. Caso não tenham, não precisam se preocupar, já que é possível fazer um novo no ponto de atendimento. 

O Ministério da Saúde alerta que para evitar pegar influenza ou outras infecções, além de vacinar, a pessoa deve seguir medidas simples como higienizar mãos e a manter hábitos saudáveis. Para mais informações acesse: saude.gov.br/influenza. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada, Brasil.
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE