Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Artistas e autoridades repercutem saída de Regina Duarte do comando da secretaria de Cultura

Atriz assumirá a Cinemateca Brasileira em São Paulo, também vinculada à pasta.

 

Fernanda Paes Leme e Zélia Duncan estão entre as artistas que usaram as redes sociais para falar sobre a saída de Regina Duarte do comando da secretaria de Cultura do governo Bolsonaro.

Nesta quarta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que a atriz deixa o cargo e passa a assumir a Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

  • Moro, Mandetta, Teich... veja quem deixou o 1º escalão do governo Bolsonaro

Os deputados Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli e Sâmia Bonfim também comentaram a saída da atriz.

Veja repercussão:

Fernanda Paes Leme, atriz

"Regina deixou de ser o que nunca foi."

Lulu Santos, cantor

  • BLOG DA ANDREIA SADI: Ator Mario Frias é cotado para lugar de Regina Duarte na secretaria de Cultura

Zélia Duncan, cantora

Armando Babaioff, ator

Marcelo Costa, músico

Existem vários tipos de vergonha que você pode passar na vida, trabalhar nesse governo é uma delas, agora, ser demitido é demais!!!

Beto Silva, ator e humorista

Paula Braun, atriz

Eduardo Bolsonaro, deputado federal (PSL-SP)

"Regina Duarte é uma pessoa bem intencionada, desejo sucesso a ela em sua nova empreitada na Cinemateca Brasileira."

Carla Zambelli, deputada federal (PSL-SP)

"Ao contrário do que a mídia insiste em dizer, o presidente não está "fritando" Regina Duarte.Ela segue com a gente, só que contribuindo lá de São Paulo, mais perto de sua família, na Cinemateca, para onde vai daqui alguns dias."

Bia Kicis, deputada federal (PSL-DF)

"Desejo boa sorte à Regina e que ela consiga fazer um bom trabalho pela cultura à frente da Cinemateca."

Samia Bomfim, deputada federal (PSOL-SP)

"A desastrosa gestão de Regina Duarte será lembrada pelo desrespeito à classe artística. A atriz nada fez pelos milhares de trabalhadores da cultura em dificuldade, pelo contrário. Assim como Bolsonaro, minimizou a pandemia e insultou o povo com saudosismo da ditadura. Foi tarde."

Marcelo Calero, deputado federal (Cidadania-RJ)

"A saída Regina Duarte do governo reflete a total falta de compromisso do Bolsonaro com esse setor que não é importante apenas do ponto de vista da nossa memória histórica, mas também do ponto de vista econômico porque gera emprego e gera renda. A gente tem que lembrar que já são quatro gestores que passaram por essa pasta no governo Bolsonaro e, infelizmente, a Regina não deixa qualquer tipo de legado. Ela deixa, ao contrário, um rastro de violência, de agressão de uma total disfuncionalidade. Falta de planejamento, falta de plano o que seria especialmente importante nesse momento de pandemia. É lamentável que um setor que dá tanta visibilidade no exterior, que faz com que a gente se identifique como brasileiros, seja tratado dessa forma leviana por Bolsonaro."

Nelson Pelegrino, deputado federal (PT-BA)

"A lembrança da passagem de Regina Duarte pelo ministério da cultura será aquela entrevista vergonhosa a CNN, para se segurar no cargo e agradar o Bozo, defendendo a ditadura e tortura! Vergonha."

Talíria Petrone, deputada federal (PSOL-RJ)

"Menos de dois meses depois, Regina Duarte sai do cargo de Secretária de Cultura. Deixa como legado um rastro de desinformação, ataque à cultura e seus trabalhadores, além de um grande descaso pela democracia."

  • Declarações de Regina Duarte são criticadas por Adriana Esteves, Alice Wegmann, Caetano Veloso, Cauã Reymond e mais de 500 outros artistas; veja lista

Regina Duarte deixa comando da secretaria de Cultura do governo Bolsonaro

Regina Duarte deixa comando da secretaria de Cultura do governo Bolsonaro

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE