Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

PARÁ: Belém e Região Metropolitana contam com três Bancos de Leite Humano

As mães paraenses que estão amamentando e podem doar leite materno estão convidadas a reforçar o estoque do alimento durante a Campanha Nacional de Doação de Leite Humano, promovida pelo Ministério da Saúde

 
 -   /
/ /

ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIODivulgaçãoAs mães paraenses que estão amamentando e podem doar leite materno estão convidadas a reforçar o estoque do alimento durante a Campanha Nacional de Doação de Leite Humano, promovida pelo Ministério da Saúde. Lembrando que é importante doar durante todo o ano. O estado conta com cinco Bancos de Leite Humano, segundo a Rede de Bancos de Leite Humano. Três dessas unidades atendem a capital Belém e Região Metropolitana e ficam no bairro Umarizal e nos municípios de Barcarena e em Marituba. 

O leite doado é destinado a bebês prematuros e/ou de baixo peso internados em Unidades Neonatais. Para o presidente da Rede Brasileira de Banco de Leite Humano, João Aprígio, o alimento é fundamental para o desenvolvimento de qualquer bebê e sua ingestão é ainda mais urgente para recém-nascidos que carecem de cuidados especiais. 

“Encontramos, não raro infelizmente, bebês que nascem com peso na casa de 800 gramas, 600 gramas. É desses bebês que estamos falando; é para esses bebês que nós trabalhamos prioritariamente, mas também para aqueles bebês que nascem com baixo peso, que são prematuros e que dependem do leite materno não como um alimento, mas que dependem do leite materno como um fator de sobrevivência.”

Segundo o Ministério da Saúde, o leite materno tem tudo o que um bebê necessita até os 6 meses de idade, inclusive água. Cada pote de leite materno pode ajudar, diariamente, até 10 recém-nascidos. O alimento protege a criança de alergias, diarreias e infecções respiratórias. 

Após dar à luz a um bebê prematuro, Ingrid Fassanaro, precisou recorrer a um Banco de Leite Humano. Além da ajuda dada pela equipe da unidade, a servidora pública conta que a troca de experiências com outras mulheres que frequentam o Banco de Leite Humano, e que passavam pela mesma situação, foi tranquilizador.

“São várias mães passando pela mesma experiência, de várias classes sociais e todas ligadas a um mesmo sentimento: todas ali são mães e nos conectamos de uma forma muito bonita. Isso transforma vidas.”

Segundo o Ministério da Saúde, toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite materno. Para doar, basta ser saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação.

Para mais informações sobre a doação no estado do Pará, ligue para o Banco de Leite Humano (BLH) da Santa Casa, referência no estado no telefone (91) 4009-2200. A unidade está localizada na Rua Bernal do Couto, 1040, no bairro de Umarizal, em Belém. 

“Doe leite materno. Nessa corrente pela vida, cada gota faz a diferença”. Para mais informações, ligue 136 ou acesse o site saude.gov.br/doacaodeleite.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE