Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Polícia e manifestantes contra racismo entram em confronto em Paris

Milhares de pessoas se reuniram em homenagem a George Floyd e Adama Traoré, jovem que morreu sob custódia da polícia francesa em 2016. Segundo irmã de Traoré, suas últimas palavras foram as mesmas de Floyd: não consigo respirar .

 
 -   /
/ /

A polícia lançou gás lacrimogênio contra milhares de manifestantes em Paris, que protestavam contra o racismo policial nesta terça-feira (2), citando o norte-americano George Floyd e o jovem francês Adama Traoré, que morreu enquanto estava sob custódia policial em 2016.

Policiais lançam bombas de gás a manifestantes durante protesto antirracismo em Marselha, na França, nesta terça (2) — Foto: Daniel Cole/AP Photo

Segundo a BMFTV, mais de 19 mil pessoas participaram do ato.

Os participantes do protesto responderam ateando fogo em objetos e lançando pedras contra os policiais. Antes, eles marcharam pacificamente por cerca de duas horas.

Manifestantes montam barricada em Paris, França, em ato antirracismo nesta terça-feira (2) — Foto: Michel Euler/AP Photo

A manifestação havia sido proibida, por causa das leis restringindo as reuniões com mais de dez pessoas na França, devido à pandemia de coronavírus.

Distúrbios também foram registrados na cidade de Marselha, segundo a agência Associated Press.

Paris, na França, tem protestos contra o racismo nesta terça-feira (2) mesmo contra ordens da polícia — Foto: Michel Euler/AP Photo

Adama Traoré

Adama Traoré, de 24 anos, tinha origem no Mali. Assim como no caso de Floyd, ele morreu enquanto estava sob custódia policial, em 19 de julho de 2016, e, segundo sua irmã, Assa, foi agredido.

Na semana passada, legistas afirmaram que ele morreu devido a um problema cardíaco, após uma série de avaliações médicas conflitantes nos últimos anos. A polícia francesa alega que ele morreu por um ataque cardíaco causado por uma condição médica pré-existente.

Sua família, porém, diz que ele morreu pela agressão dos policiais. Segundo Assa, as últimas palavras de seu irmão foram as mesmas de George Floyd: “não consigo respirar”.

PROTESTOS POR MORTE DE GEORGE FLOYD

  • Entenda revolta após a morte do ex-segurança negro

  • Segundo dia de protestos nos Estados Unidos tem registro de morte

  • Jovem e agente federal morrem e centenas são presos no 4º dia de manifestações

  • Cidades e estados americanos têm toque de recolher devido a protestos; mais uma pessoa morre

  • Policial filmado com joelho sobre pescoço de George Floyd é detido acusado homicídio

  • Twitter alerta que mensagem de Trump sobre protestos 'glorifica' violência

  • Relembre 11 mortes que causaram protestos contra violência policial nos EUA

  • FOTOS: veja imagens de protestos em várias partes dos EUA

  • Toronto, Londres, Berlim: veja imagens de protestos pelo mundo

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE