Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Nutricionista do Hospital Público Estadual Galileu oferece dicas para uma alimentação saudável no verão

 
 -   /
/ /

Garantir uma alimentação equilibrada e focada na hidratação é essencial para se manter saudável em épocas mais quentes

O cuidado com a alimentação é algo importante e precisa estar inserido na rotina de qualquer pessoa. Bons hábitos alimentares proporcionam diversos benefícios para o organismo, tanto físicos como mentais, e possuem a capacidade de melhorar a qualidade de vida de quem os pratica. Durante um período com o clima quente, como o verão, tais cuidados precisam ser redobrados para garantir o fornecimento de nutrientes suficientes para que o corpo mantenha-se hidratado de forma equilibrada e saudável.

A nutricionista do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), que é gerenciado pela Pró-Saúde em Belém, Waleria Ainett, explica quais alimentos irão garantir os nutrientes necessários. “Recomenda-se consumir alimentos ricos em água e de fácil digestão como as frutas, podendo priorizar aquelas que ajudam na hidratação do corpo como melancia, melão e o abacaxi por exemplo", indica a profissional.

Além disso, manter-se hidratado é essencial para auxiliar nas atividades das células em todo o corpo, como na digestão, no funcionamento dos rins e na regulação da pressão arterial. “No verão, as temperaturas ficam mais altas e o nosso corpo tende a perder mais água e sais minerais do que nas outras épocas do ano. Por esta razão, é muito importante que a alimentação contenha vários nutrientes para repor essas perdas”, explica a Nutricionista que ressalta, ainda, a necessidade do consumo de água para manter o corpo hidratado.

“O consumo de água deve ser sempre priorizado. Para quem não tem o hábito, uma opção é preparar água saborizada com frutas como limão, laranja e tangerina”, ressalta Waleria. Sucos naturais de frutas também podem ser inseridos na rotina de alimentação e servem como excelentes opções de lanche durante o dia, oferecendo uma sensação refrescante ao serem ingeridos.

Não são indicados alimentos com alta densidade calórica ou muito gordurosos, como frituras, já que são mais difíceis de serem digeridos e por isso podem causar desconforto e mal-estar. “O consumo de legumes e verduras, por serem fontes de nutrientes e fibras, são ótimas opções e podem compor o preparo de uma salada fria, por exemplo. Também vale investir em grelhados e assados, que costumam ser de mais fácil digestão e mais agradável para o período de verão”, finaliza a Nutricionista do HPEG.

Sobre o HPEG

O Hospital Galileu conclui o ano de 2019 com 125 mil atendimentos realizados, sendo 7.872 consultas especializadas, 4.274 internações, 54.077 exames, 3.314 cirurgias e 56.288 atendimentos multiprofissionais.

Gerenciado pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA). O Hospital Galileu foi o primeiro hospital público da capital a conquistar a certificação ONA 3 Acreditado com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Esta é uma das mais respeitadas entidades avaliadoras dos serviços de saúde do país.

Outro feito inédito foi a conquista do prêmio internacional "Health Care Climate Challenge", que avalia instituições de saúde que estão avançando em direção ao cuidado inteligente com o meio ambiente. A unidade foi uma das cinco instituições nacionais vencedoras do Desafio do Clima pela Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis (Global Green and Healthy Hospitals – GGHH). O Hospital foi reconhecido na categoria de Redução de Gases do Efeito Estufa (não energia), entre 117 unidades que participaram com inscrições em todo o mundo.

Sobre a Pró-Saúde*

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensora gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE