Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

EUA emitem alerta aconselhando que americanos não viajem ao Brasil por conta da Covid-19 e o '''aumento da criminalidade'''

Governo americano mantêm recomendação para que turistas não visitem cidades-satélites do DF, fronteiras e favelas do Brasil.

 

O departamento de viagem do governo dos Estados Unidos emitiu um comunicado na última quinta-feira (6) recomendando que americanos não façam viagens ao Brasil por conta da pandemia de Covid-19 e "criminalidade”.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA emitiram um aviso de saúde em viagens de nível 3 para o Brasil. “Viajantes para o Brasil podem experimentar o fechamento de fronteiras, aeroportos, proibições de viagens, pedidos para ficar em casa, fechamento de negócios e outras condições de emergência dentro do país devido à pandemia", informa o comunicado.

Os EUA é o país com o maior número de casos de Covid-19 no mundo, com mais de 5 milhões de pessoas infectadas, de acordo com o levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins. Já o Brasil ultrapassou a marca de 3 milhões de infectados.

Brasil e Estados Unidos são os países com mais mortes por Covid-19 no mundo

Brasil e Estados Unidos são os países com mais mortes por Covid-19 no mundo

Os EUA manteve a recomendação para que turistas não visitem cidades-satélites do DF, fronteiras e favelas do Brasil. O país é classificado como nível 4 – o de "não viaje". Os níveis de classificação vão de 1 a 4.

O nível 4 também se aplica às fronteiras brasileiras com a Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Paraguai. São aconselhadas viagens ao Parque Nacional de Foz do Iguaçu e ao Parque Nacional do Pantanal.

As favelas brasileiras são citadas especificamente no comunicado. O governo americano diz que os turistas não devem passear pelas comunidades mesmo com visitas guiadas.

Segundo o departamento, viajantes no Brasil estão propensos a sofrerem "crimes violentos, como assassinato, roubo à mão armada e roubo de carro - comuns em áreas urbanas durante o dia e a noite. Assaltos são comuns".

O indicativo de "não viaje" também abrange as regiões administrativas de Brasília, mantendo recomendação anterior. O departamento de estado americano cita nominalmente as cidades satélites de Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paraná. E diz que os turistas não devem frequentá-las entre 18h e 6h, "devido ao crime".

O comunicado pede que funcionários do governo dos EUA, evitem utilizar "ônibus públicos municipais em todas as partes do país devido ao elevado risco de roubo e agressão a qualquer hora do dia, especialmente à noite".

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE