Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Inquérito policial militar vai apurar circunstâncias da morte de sargento em Óbidos, no Pará

José Ribamar Soares Borges, 1º Sargento da Polícia Militar morreu após passar mal em um Teste de Aptidão Física TAF para mudança de patente.

 
 -   /
/ /

Um Inquérito Policial Militar (IPM) será aberto para apurar as circunstâncias da morte do 1º Sargento da Polícia Militar, José Ribamar Soares Borges, 52 anos, conhecido como J. Ribamar, ocorrida na manhã desta terça-feira (11), em Óbidos, oeste do Pará, após ele passar mal quando realizava exercícios do Teste de Aptidão Física (TAF) para mudança de patente.

De acordo com o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil, é preciso esclarecer se havia equipe médica no local da realização do TAF, a Praça Barão do Rio Branco, se houve assistência no local e socorro ao militar após ele ter passado mal.

No aditamento ao Boletim Geral nº 144 – II, de 7 de agosto, consta que o sargento José Ribamar estava apto ao TAF adaptado, exceto para os exercícios que exigissem ombro e flexão de tronco, conforme ata da USA VI/CPR I.

Por meio de comunicado oficial, a Polícia Militar do Pará disse que lamenta profundamente a morte do sargento que aspirava a patente de subtenente, e que seu comportamento era excepcional.

Ainda de acordo com o comunicado, após ter apresentado um esgotamento físico, ele foi atendido pela equipe médica que estava no local de realização do TAF, depois foi para casa em veículo particular, porém voltou a passar mal, dessa vez sofrendo uma parada cardíaca. Foi socorrido por serviço médico e levado ao hospital, mas não resistiu.

J. Ribamar era lotado na 29ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e desempenhava suas funções no Fórum da Comarca de Óbidos, cuidando da segurança do juiz Clemilton Salomão. Em nota, o juiz lamentou o falecimento do militar.

"O Exmo. Sr. Juiz da Comarca de Óbidos Dr. Clemilton Salomão de Oliveira informa que o Fórum da Comarca de Óbidos-Pará está de luto por consequência do falecimento do Sgt. PM. J. Ribamar, na manhã desta terça-feira, 11. O Policial Militar era responsável pela segurança pessoal do Magistrado e do Órgão e nesta manhã sofreu um infarto durante realização de teste físico, exigido para promoção de patente. O Poder Judiciário lamenta o óbito do Policial Militar e presta sua solidariedade à família, amigos e colegas de trabalho".

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE