Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Câmeras registram impacto de megaexplosão em hospital de Beirute, no Líbano; veja VÍDEO

Quatro pessoas que estavam na unidade de saúde morreram. OMS estima que mais da metade dos hospitais da capital libanesa estejam sem condições de atendimento.

 
 -   /
/ /

Câmaras de segurança de hospital em Beirute, no Líbano, mostram o impacto causado pela megaexplosão no porto da cidade. Pelas imagens, é possível ver a onda de choque quebrar janelas, derrubar equipamentos e danificar a estrutura da unidade de saúde. Veja no VÍDEO acima.

Câmera flagra impacto em hospital de onda de choque causada por explosão em Beirute, no Líbano — Foto: Reprodução

Impacto de onda de choque de explosão em porto de Beirute, no Líbano, destruiu parcialmente hospital — Foto: Reprodução

A explosão deixou ao menos 171 mortos, segundo números oficiais do governo. Entretanto, estimativas da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) mostra que o total de vítimas pode passar de 200. Mais de 6 mil pessoas ficaram feridas.

No Hospital St. George, onde a destruição foi gravada, quatro enfermeiros morreram com o impacto. O local fica a cerca de apenas dois quilômetros do epicentro da megaexplosão. Outras três unidades de saúde ficaram destruídas, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que mais da metade dos hospitais de Beirute estão sem condições de atendimento — em plena pandemia de novo coronavírus.

A força da explosão foi tão grande que o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), indicou que a intensidade foi a de um terremoto de magnitude 3,3. O incidente abriu uma cratera de 43 metros de profundidade.

Protestos no Líbano

12 de agosto - Bombeiros carregam o caixão de seu colega Joe Dannoun, que foi morto por grande explosão em Beirute, no Líbano — Foto: Alkis Konstantinidis/Reuters

A explosão reativou os protestos contra a classe política libanesa em meio a uma crise econômica sem precedentes no país. Pressionado, o primeiro-ministro Hassan Diab pediu renúncia do cargo menos de um ano depois de seu antecessor, Saad Hariri, cair também por causa das manifestações.

O presidente do Líbano, Michel Aoun, confirmou nesta quarta que o governo foi avisado da alta quantidade de nitrato de amônio armazenado no porto. A hipótese mais aceita para a megaexplosão é um incêndio no depósito dessa substância altamente explosiva. Entenda na ARTE abaixo.

Passo a passo mostra os detalhes da explosão em Beirute, no Líbano, que ocorreu na terça-feira (4) — Foto: Guilherme Luiz Pinheiro/G1

MEGAEXPLOSÃO EM BEIRUTE

  • Grande explosão atinge área portuária de Beirute; governo cita 'alto número de feridos'

  • VÍDEOS da explosão em Beirute, no Líbano

  • FOTOS da explosão em Beirute, no Líbano

  • Militares brasileiros estão bem e não há feridos, diz Marinha

  • Veja como era a região portuária de Beirute antes da explosão

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE