Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Uma morte e três prisões são registradas durante operação '''Volver''' em Rurópolis, no PA

Edovaldo Lima de Almeida, 46 anos, natural de Santarém, teria resistido à prisão durante intervenção policial.

 
 -   /
/ /

Um homem foi morto e outros três foram presos em flagrante por pose ilegal de arma de fogo, nesta quinta-feira (13), durante operação “Volver” deflagrada pelas polícias Civil e Militar de Rurópolis, sudoeste do Pará, em combate ao tráfico de drogas e facções criminosas no município.

Edovaldo Lima de Almeida, 46 anos, conhecido como “Aleijadinho”, era natural de Santarém. Segundo a polícia, ele estava de posse de arma de fogo e droga do tipo cocaína quando aconteceu a abordagem. Edovaldo teria resistido à prisão, foi ferido à bala e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o delegado de Polícia Civil de Rurópolis, Ariosnaldo Vital Filho, um inquérito policial será aberto para apurar o crime de resistência com resultado morte por intervenção policial.

Polícia numera objetos e armas apreendidas durante operação Volver em Rurópolis, no PA — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Na operação foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo: Edilberto Pereira Cuz, 49 anos, conhecido como Braço, natural do estado do Piauí; José Raimundo Lopes, 67 anos, agricultor, natural de Arari, estado do Maranhão; e Geremias Oliveira Camacuri, 19 anos, natural de Placas, sem profissão definida.

Com Edilberto, os policiais encontraram uma arma de fogo e munições. Geremias portava uma escopeta artesanal e meio “tijolo” de maconha que estava escondido em um dos cômodos da casa onde ele morava.

Munições apreendidas na operação "Volver", em Rurópolis, no Pará — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Batizada de “Volver”, que significa retomada fazendo alusão ao controle das forças de segurança pública na circunscrição de Rurópolis no combate ao crime.

Ao todo, 49 policiais entre civis e militares da 17ª CIPM e GTO participaram da operação, sob o comando do delegado de Rurópolis Ariosnaldo Vital Filho, superintendente de Polícia Civil do Tapajós delegado Vicente Gomes e tenente PM Jair Nunes Alves.

Armas, celulares, dinheiro e munições foram levados para a delegacia de Rurópolis — Foto: Polícia Civil/Divulgação

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE