Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Operários em fábricas de Belarus entram em greve em apoio à oposição

Os protestos contra a vitória de Lukashenko, oficialmente com 80% dos votos e considerada fraudulenta pelos manifestantes, foram reprimidas violentamente pelas forças de segurança, com um balanço de dois mortos, dezenas de feridos e pelo menos 6.700

 
 -   /
/ /

Centenas de trabalhadores de fábricas de tratores e automóveis de Minsk, capital de Belarus, iniciaram a uma greve nesta sexta-feira para denunciar a brutal repressão das manifestações contra questionada reeleição do presidente Alexander Lukashenko.

  • Líder da Comissão Europeia e Angela Merkel criticam prisão de manifestantes na Belarus

Os funcionários se reuniram nos pátios das fábricas MTZ (tratores) e MAZ (veículos).

Autoridades de Belarus confirmam morte de segundo manifestante em protesto

Autoridades de Belarus confirmam morte de segundo manifestante em protesto

Os protestos contra a vitória de Lukashenko, oficialmente com 80% dos votos e considerada fraudulenta pelos manifestantes, foram reprimidas violentamente pelas forças de segurança, com um balanço de dois mortos, dezenas de feridos e pelo menos 6.700 detidos.

A candidata de oposição à presidência de Belarus, Svetlana Tikhanovskaya, convocou manifestações "pacíficas" em todo o país durante o fim de semana para denunciar a repressão.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE