Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mulher atropelada por prefeito de Santarém Novo morre em hospital

A filha de Edimaria, Aimê Silva de 21 anos segue internada em estado grave no Hospital Metropolitano de Belém.

 
 -   /
/ /

Seis dias após ser internada em um hospital de Belém, Edimaria da Silva, 46 anos que foi atropelada na última quinta-feira (13) não resistiu e morreu na manhã desta terça-feira (18). Mãe e filha foram atingidas na moto em que estava por um carro. O condutor do veículo era Laércio de Melo, prefeito de Santarém Novo que segundo testemunhas não prestou nenhuma assistência às vítimas no momento do acidente e tentou fugir.

A filha de Edimaria, Aimê Silva de 21 anos segue internada em estado grave no Hospital Metropolitano de Belém. Na segunda-feira (17) familiares prestaram depoimentos na seccional da Marambaia onde está sendo investigado o caso. Segundo o sobrinho da vítima, o prefeito não prestou nenhum atendimento no momento do acidente e culpou as vítimas.

“Ele não desceu do carro, ficou se escondendo de todos para que ninguém fizesse nada e ainda disse que elas foram a culpadas de avançar o sinal e que depois do acidente saíram andando, isso é mentira. Elas ficaram muito machucadas tanto que hoje minha tia não resistiu e a gente não sabe como a filha vai ficar já que ela teve traumatismo craniano igual a mãe. Nós queremos justiça”, disse Celso sobrinho da vítima.

O acidente aconteceu por volta das 16h30 de quinta-feira (13). Edimaria da Silva, 46 anos, Aimê Silva, 21 anos, seguiam de moto rumo a casa de familiares quando o carro que vinha pela rua São Pedro avançou a preferencial, atingindo a moto das vítimas.

O prefeito Laércio de Melo foi conduzido para a Seccional Urbana da Marambaia, onde prestou depoimento e depois liberado.

Versão exposta pelo político foi contestada pela família das vítimas. "Ele tentou fugir com o carro. Meu sobrinho ia passando com o carro dele e quando ele reconheceu a motocicleta, ele parou o carro atrás do carro do cidadão e não deixou fugir. Mas visivelmente ele estava alcoolizado, foi conduzido para a delegacia da Marambaia", concluiu Antônio.

Na próxima sexta-feira (18) outras pessoas da família serão ouvidas em depoimento. O caso segue sendo investigado.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE