Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

União Europeia pressiona Reino Unido sobre projeto que colocaria em risco acordo sobre o Brexit

Governo britânico afirma que a medida protegerá o Acordo de Paz que pôs fim aos conflitos na Irlanda do Norte nos anos 1990. União Europeia alega que projeto coloca em risco a confiança do bloco em Londres.

 
 -   /
/ /

A União Europeia afirmou ao Reino Unido nesta quinta-feira (10) que o país precisa abandonar urgentemente uma proposta que, para o bloco, violaria o tratado de saída e afundaria quatro anos de negociações sobre o Brexit. Porém, o governo do primeiro-ministro Boris Johnson recusou o pedido e seguiu em frente com o projeto de lei.

Segundo a BBC, o projeto apoiado por Johnson mexe em um protocolo aprovado sobre as fronteiras irlandesas, um dos temas mais polêmicos do Brexit.

  • VEJA TAMBÉM: Começa o 'pôquer do Brexit'

Mudança do acordo do Brexit infringiria lei internacional, diz ministro britânico

Mudança do acordo do Brexit infringiria lei internacional, diz ministro britânico

A lei proposta pelos britânicos daria a Londres poder de modificar as regras sobre o trânsito de bens entre a República da Irlanda (que não faz parte do Reino Unido), a Irlanda do Norte e os países na Grã-Bretanha (Inglaterra, Gales e Escócia).

Pelo acordo com a União Europeia, porém, a Irlanda do Norte — que pertence ao Reino Unido — ficaria sob regime alfandegário de produtos determinado pelo bloco, e não por Londres. A ideia era evitar uma fronteira física na ilha da Irlanda. Veja no MAPA abaixo.

Controle aduaneiro entre Irlanda do Norte e Grã-Bretanha — Foto: Arte/G1

Johnson argumenta que a medida apresentada protegerá o Acordo da Sexta-Feira Santa, tratado assinado em 1998 para pôr fim aos conflitos entre católicos e protestantes na Irlanda e na Irlanda do Norte.

A Comissão Europeia, porém, diz que o Reino Unido cometerá "uma violação extremamente grave" do Acordo de Retirada do ano passado se for adiante com a legislação proposta.

Confiança prejudicada

Apoiador do Brexit levanta bandeira durante manifestação em Londres na quarta-feira (9) — Foto: Henry Nicholls/Reuters

Após negociações de emergência entre o vice-presidente da Comissão, Maros Sefcovic, e o representante britânico para o Brexit, Michael Gove, a UE informou que a proposta do Reino Unido "prejudicou seriamente a confiança". O bloco disse que Londres, agora, deve tomar medidas para restabelecê-la.

Gove, um dos ministros mais graduados de Johnson, disse que recusou o pedido da UE de descartar o projeto de lei.

"Expliquei ao vice-presidente Sefcovic que não podíamos e não faríamos isso", afirmou Gove.

Diplomatas e autoridades da UE disseram que o bloco pode entrar com uma ação legal contra o Reino Unido, embora não haverá resolução antes do prazo do fim do ano para a saída britânica total após período de transição.

Pós-Brexit ameaça US$ 382 milhões em exportações da agroindústria brasileira, diz estudo

Pós-Brexit ameaça US$ 382 milhões em exportações da agroindústria brasileira, diz estudo

O governo britânico diz que está comprometido com o tratado e que uma proposta de lei que substitui partes do Acordo de Retirada apenas esclarece ambiguidades.

O ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, disse ao chanceler britânico, Dominic Raab, que uma violação do Acordo de Retirada com a UE seria "inaceitável", afirmou uma porta-voz.

Relógio com contagem regressiva para o Brexit, projetado na fachada da residência oficial do primeiro-ministro britânico, em 10 Downing Street, Londres, chega ao 00:00, em janeiro — Foto: Reuters/Toby Melville

Os líderes europeus receberam um ultimato: aceitar a violação do tratado ou se preparar para um divórcio complicado que pode semear o caos nas cadeias de abastecimento em toda a Europa e assustar os mercados financeiros globais.

O Reino Unido assinou o tratado e deixou formalmente a UE em janeiro, após mais de três anos de crises e disputas sobre o Brexit. No entanto, permanece como membro do bloco em tudo, exceto no nome, até o final do ano, quando um acordo de transição expira.

PLAYLIST: notícias internacionais

20 vídeos Novo incêndio no porto de Beirute deixa capital do Líbano em alerta AstraZeneca afirma que aguarda orientação pra saber se poderá retomar testes da vacina Uma das líderes de oposição ao governo de Belarus diz que ameaçaram matá-la

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE