Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Segurança do paciente como ferramenta de gestão é diferencial de excelência no Hospital Galileu

 
 -   /
/ /

Ações que garantem a segurança do paciente e qualidade assistencial são praticadas diariamente na unidade, que possui certificação de Excelência ONA 3

O tema Segurança do Paciente está diretamente ligado à qualidade do atendimento, e vem recebendo cada vez mais atenção no cenário mundial. Este eixo da assistência visa prevenir, monitorar e reduzir a incidência de eventos adversos nos atendimentos, além de promover também melhorias relacionadas à segurança do paciente e a qualidade dos serviços.

No mês em que celebramos o Dia Mundial da Segurança do Paciente (17/9), o projeto de intervenção “A pesquisa de Segurança do Paciente como ferramenta de intervenção da assistência”, elaborado por colaboradores do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), gerenciado pela Pró-Saúde em Belém, ganha destaque e serve como exemplo para outras unidades de saúde gerenciadas pela entidade em todo o país.

O trabalho consiste na aplicação periódica de um questionário completo sobre o tema aos colaboradores de todas as áreas da unidade, tanto administrativas, quanto de apoio e assistencial. A pesquisa visa avaliar a percepção dos colaboradores sobre o tema e identificar pontos de melhoria, que possibilitam o aprimoramento do serviço prestado, refletindo diretamente na qualidade e segurança, se tornando uma importante ferramenta de gestão no HPEG. 

“Elaboramos um plano de ação para trabalhar melhorias frente às fragilidades sinalizadas a partir dos resultados das pesquisas realizadas entre os anos de 2018 e 2019, visando uma melhoria contínua”, pondera Laís Takeda, coordenadora do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do HPEG.

A busca pelo aprimoramento dos processos, com empenho de todos os profissionais envolvidos, garantiu ao Hospital Público Estadual Galileu ser o primeiro hospital público da capital do Pará a conquistar a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência, da Organização Nacional de Acreditação (ONA). 

Para a médica e participante do projeto, Nonata Trévia, a pesquisa de segurança do paciente evidencia como a cultura de segurança é realizada dentro da instituição. “A partir desta pesquisa, podemos planejar ações que auxiliam a direção nas tomadas de decisão e planejamento de nossas políticas institucionais”, ressalta Nonata.

O case também foi compartilhado em um webinar de Segurança do Paciente, promovido pela Pró-Saúde. O evento integra as ações em alusão ao Dia Mundial da Segurança do Paciente, que serão realizadas ao longo do mês. A programação tem como objetivo compartilhar conhecimento e inspirar outras unidades em todos o país a buscar o nível de excelência.

Cultura de segurança do paciente

A cultura de segurança do paciente é fundamental para compor a estrutura de serviços que favorecem a implantação de práticas seguras dentro de um hospital e de incidentes de segurança. Analisar tal cultura evidencia possíveis atitudes ou ações que possam gerar danos ao paciente.

“Para garantir práticas efetivas dentro da cultura de segurança do paciente, elaboramos pontos específicos dentro deste projeto. Reforçar as potencialidades e fragilidades relacionadas a pontos da cultura de segurança e disponibilizar ao hospital uma nova dinâmica para trabalhar os resultados de avaliação da cultura de segurança são alguns dos exemplos”, explica Laís.

O projeto possibilitou ainda, a melhora na percepção de notificações realizadas pelos setores responsáveis. “Com isso, implantamos a cultura de aprendizagem não punitiva e solidificamos as boas práticas presentes na cultura de segurança do paciente. Os colaboradores são estimulados e se sentem seguros em notificar incidentes, o que proporciona um aprimoramento dos processos, o que é essencial para a assistência segura”, finaliza a coordenadora.

Metas de Segurança do Paciente

Dentro do Hospital Público Estadual Galileu a segurança do paciente está inserida nas práticas diárias de todas as equipes. Para que o paciente receba uma assistência correta e de qualidade, a unidade segue as seis metas internacionais de Segurança do Paciente, criadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

São elas: 1) Identificação Correta dos Pacientes; 2) Comunicação Efetiva; 3) melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos; 4) Cirurgia Segura; 5) Redução do risco de infecções associadas aos cuidados em saúde e 6) Reduzir o risco de quedas e lesão por pressão.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE