Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

A qualidade do sono e a saúde mental

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que em torno de 40% da população brasileira possui perturbações do sono. A ausência ou má qualidade do adormecimento têm impactos não apenas na saúde mental, mas no bem-estar geral do ser humano. Irritação e fadiga são os sintomas, a curto prazo, de noites mal dormidas e, a longo prazo, são fatores de risco ou sintomas para outros problemas como depressão e ansiedade.

Além disso, os níveis de estresse se elevam no dia posterior a um repouso de pouca qualidade. Não apenas resultado de poucas horas dormidas, o estresse pode ser também causa desse problema, colocando o sujeito em um ciclo de mal-estar. A irritabilidade pode interferir no comportamento da pessoa e aspectos como a mudança de humor repentina são prejudiciais para a manutenção das relações sociais.

As interações no ambiente de trabalho e o próprio serviço podem ser prejudicados pelas consequências da má qualidade do sono: o cansaço deixa a pessoa desatenta e afeta sua produtividade. Mudanças no estilo de vida podem ajudar a melhorar a qualidade do adormecimento. A diminuição do uso de substâncias estimulantes, como a cafeína, contribuem para um repouso mais profundo e longo. Além disso, a alteração do ciclo do sono pode ser sintoma de algum transtorno psíquico. Se você tiver insônia ou outras alterações, procure ajuda especializada.

Responsável técnica: Aline Resende (Coordenadora do Serviço de Psicologia da DPSS)

Produzido por: Gabriela Radaelli (Estagiária de Psicologia da DPSS)

Fonte: BECKER, Nathalia Brandolim. Insônia: o que é, sintomas, causas e tratamentos! Psicologia Viva. Disponível em: https://blog.psicologiaviva.com.br/insonia-causas/ Acesso: 05 Set. 2020.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE