Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Angélica estreia '''Simples Assim''' com reflexão sobre felicidade: '''Espero que pessoas se sintam representadas ali'''

Programa estreia neste sábado 10 , às 15h. Ao G1, apresentadora fala sobre histórias de anônimos, atuação nos quadros de humor, tempo que passou longe da TV e abre a possibilidade de um especial de Caça Talentos . Veja VÍDEO.

 
 -   /
/ /

Angélica não queria voltar para televisão só por voltar - ela queria um programa relacionado ao seu momento atual. Assim surgiu o "Simples Assim".

A escolha de falar sobre felicidade, família, religião e outras questões humanas não é por acaso. Depois de sofrer um acidente de avião com a família em 2015, Angélica passou a refletir mais sobre a vida e, anos depois, resolveu dar uma pausa ao encerrar o programa "Estrelas" em 2018.

O primeiro momento longe da televisão em 40 anos de carreira durou pouco mais de dois anos e foi regado a muita yoga, meditação e tempo para a família e para si mesma.

"Nesse programa eu estou muito como aprendiz das coisas que eu venho buscando ao longo desse tempo. A gente fala da felicidade, fala do medo, da vaidade, de sentimentos que são simples e que às vezes a gente deixa passar batido, não dá atenção", diz em entrevista ao G1.

Assista ao vídeo acima.

"Quando eu tive oportunidade de dar mais atenção a eles, que foi quando eu parei de trabalhar tanto, parei de fazer outros programas, me senti muito mais feliz, porque dei atenção para mim mesma, olhei para dentro", continua.

"Simples Assim" estreia neste sábado (10), às 15h, com o tema felicidade. Vaidade, diversidade, trabalho, vocação, solidariedade e fé estão entre os assuntos previstos da primeira temporada que vai até dezembro.

A participação de pessoas anônimas vai ter grande destaque no programa com o quadro "Dilemas da Vida Real".

"Era uma coisa que sempre quis. Eu estava sentindo falta desse contato um pouco maior com o público assim, com as pessoas", explica a apresentadora que passou 12 anos entrevistando famosos no "Estrelas".

Um dos objetivos também é mostrar como os dilemas da vida podem ser universais: "Espero que as pessoas se sintam representadas ali, que elas tenham companhia".

"Quando você sente essa representatividade, quando você vê que o problema seu, não é só seu, é comum de tanta gente, ele já fica mais fácil, você se sente mais forte para resolver aquilo", diz Angélica.

Esquetes com famosos

A apresentadora também vai receber convidados famosos para quadros humorísticos e, depois, para uma entrevista que vira podcast.

A apresentadora volta a atuar, mas percebe que a brincadeira e, de certa forma a atuação, sempre estiveram presentes em seus programas.

Angélica recebe Paulo Gustavo para quadro humorístico no 'Simples Assim' — Foto: Globo/João Miguel Júnior

"[Eles] sempre tinham um quadro uma brincadeira que eu me vestia de personagem então essa gaiatice é antiga", diz.

"É uma forma de falar sobre o tema, falar de coisas mais difíceis de ouvir e de falar, mas a gente encontrou uma forma no esquete, na coisa da comédia. É bom porque ajuda a passar a mensagem", completa.

Ela coloca na conta dos colegas atores, como Paulo Gustavo, Fábio Porchat, Suzana Pires e Marcos Caruso, a leveza e o bom desempenho nas esquetes: "Eles já resolvem bastante para mim ali".

'Programa empático'

Após as primeiras entrevistas, Angélica foi criticada por falar sobre simplicidade com todo o contexto de privilégio em que vive. Mas a apresentadora rebate as críticas:

"A humanidade está passando por um momento que a gente não está na onda de ficar em um lugar confortável, a gente tem que se incomodar, a gente tem que ir atrás. Não importa se você é privilegiado ou não, você tem que enxergar o outro".

Histórias de pessoas anônimas terão destaque no 'Simples Assim', novo programa de Angélica — Foto: Globo/João Miguel Júnior

"Não me incomodo quando as pessoas falam porque eu acho que nem cabe dentro do programa esse tipo de comentário. É um programa que realmente não tem julgamento, é um programa empático", afirma Angélica.

Remake de 'Caça Talentos'?

É também da internet que vem a onda de pedidos de remakes, e "Caça Talentos", seriado em que a apresentadora era a Fada Bela, costuma ser lembrado.

Angélica fala com carinho sobre o programa que foi ao ar de 1996 a 1998 e não nega a possibilidade de criar algo relacionado a ele.

"Gente, eu ia amar. Eu adorava aquela fada, eu gosto brincar que não ia ser fada bela, ia ser fada 'véia'" diz - e cai na gargalhada.

"Não sei se um remake, mas talvez um especial ou uma coisa mais pontual, acho que ainda cabe. Acho que ainda consigo fazer as minhas mágicas", brinca.

Próximos anos

Além do foco no programa, Angélica também respondeu se pensa sobre a possibilidade de ser primeira-dama, caso Luciano Huck se candidate nas próximas eleições.

"Eu não pensei, acho que é uma questão distante, tão fictícia ainda. Eu entendo a especulação, eu sei que o Luciano é um cidadão ativo, ele está enfiado em muitas coisas para melhorar a vida nossa e de todo mundo", responde a apresentadora.

"Vejo o quanto a gente realmente precisa mexer em um monte de coisa, mas eu prefiro pensar no problema quando ele está acontecendo. E ele ainda não está. Hoje eu vivo o presente e isso é ficção, não é a realidade, então não fico nem imaginando coisas", finaliza.

VÍDEOS: Semana Pop explica temas do entretenimento

20 vídeos Semana Pop: Eddie Van Halen foi o último 'guitar hero' da música? Semana Pop explica reencontro do RBD e o que ele significa para os fãs O que é a pansexualidade, orientação de Gianecchini e outros famosos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE