Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Delta perde força e vira tempestade tropical após chegar à Louisiana

Tempestade tocou o solo do estado americano como um furacão de categoria 2 na sexta-feira 9 , com ventos de 155 km/h. Neste sábado, a velocidade dos ventos diminuiu para 75km/h.

 
 -   /
/ /

O Delta, que segue avançando pelo estado de Louisiana neste sábado (10), perdeu força e se transformou em uma tempestade tropical, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

O ciclone atingiu a costa da Louisiana como um furacão de categoria dois na tarde da sexta-feira (9), com ventos de 155 km/h. Neste sábado, os ventos diminuíram para 75km/h, segundo a agência AP.

O Delta é o décimo ciclone dos Estados Unidos em 2020, um recorde, segundo meteorologistas. O fenômeno também é a 26ª tempestade de uma temporada de furacões no Atlântico incomumente ativa. Em setembro, os meteorologistas ficaram sem nomes para designá-los e tiveram de usar letras do alfabeto grego.

Os estragos do Delta

Na sexta, a Guarda Nacional dos EUA foi mobilizada, enquanto a população da costa do estado, no sudeste do país, abandonou suas casas, diante da ameaça de fortes tempestades e inundações.

"Não sei se teremos uma casa quando voltarmos", desabafou Kimberly Hester, moradora de Lake Charles, Louisiana (sudeste), por onde o Delta passará.

Esta cidade de cerca de 75 mil habitantes é conhecida por suas refinarias de petróleo e está no meio da trajetória prevista para o furacão.

O NHC informou que "uma inundação muito perigosa" era esperada ao norte da costa do Golfo do México, com inundações de até três metros.

O furacão já passou pela península mexicana de Yucatán sem causar grandes danos e sem vítimas relatadas.

Homem é visto caminhando em meio às chuvas provocadas pelo furacão Delta em Lake Charles, na Louisiana, na sexta-feira (9) — Foto: ReutersAdrees Latif

Impactado golfo

Muitos na costa da Louisiana ainda se recuperam do furacão Laura, que chegou no final de agosto com uma categoria 4 na escala de cinco níveis Saffir-Simpson.

O governador da Louisiana, John Bel Edwards, pediu aos residentes que fossem extremamente cautelosos com o Delta e anunciou que 2.400 membros da Guarda Nacional foram mobilizados para ajudar.

O Delta deve impactar "a área do nosso estado que está menos preparada", disse Edwards, na noite de quinta-feira.

"Por favor, concluam os preparativos agora. Nós vamos superar isso", disse ele aos residentes.

Na cidade de Lake Charles, onde destroços de madeira e árvores derrubadas pelo furacão Laura ainda estão nas ruas, Shannon Fuselier perfura placas de madeira nas janelas da casa de um amigo para protegê-las.

Muitas casas no bairro estão cobertas por lonas devido aos danos causados por furacões anteriores.

Fuselier diz que vai ficar em casa, porque não acha que Delta seja poderoso o suficiente para ter que fugir. O governador Edwards avisou, porém, que o Delta pode fazer voar como mísseis os destroços de tempestades anteriores.

Na quinta-feira (7), o tráfego estava congestionado em ambas as direções da Lake Charles, devido à multidão saindo da cidade.

Terry Lebine já havia partido para a cidade de Alexandria, cerca de 100 km ao norte, devido ao furacão anterior e se prepara para fugir mais uma vez.

"É exaustivo", disse à AFP. "Tenho minha mãe de 81 anos em um estado de saúde que não é dos melhores. Mal voltamos para casa depois de Laura e temos que partir novamente por causa do Delta. Ficamos duas, ou três, semanas em casa", conta.

O Delta é a 26ª tempestade de uma temporada de furacões no Atlântico incomumente ativa. Em setembro, os meteorologistas ficaram sem nomes para designá-los e tiveram de usar letras do alfabeto grego.

À medida que a temperatura das águas oceânicas aumenta, devido à mudança climática, os furacões se tornam mais fortes. De acordo com os cientistas, o número de tempestades de categoria 4 e 5, as mais perigosas, provavelmente aumentará.

Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

20 vídeos Lua cheia chama a atenção dos moradores de Brasília Namorada do filho de Leonardo acredita que onça apareceu em seu vídeo mostrando mansão Prateleiras desabam em supermercado de São Luís (MA)

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE