Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Ação do MP pede que prefeitura de Breves reordene atendimento de pacientes com Covid-19 na cidade

Segundo o MP, denúncias apontam que a UPA da cidade estaria atendendo pacientes com e sem Covid-19 na mesma sala. Isso teria aumentado o número de casos da doença no município.

 
 -   /
/ /

O Ministério Público do Pará (MPPA) ajuizou uma ação civil pública na Justiça pedindo que a prefeitura de Breves seja obrigada a reordenar o sistema de saúde para atender pacientes no município. Segundo o MP, várias denúncias apontam que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade estaria atendendo pacientes com e sem Covid-19 na mesma sala. Isso teria aumentado o número de casos da doença no município.

O G1 entrou em contato com a prefeitura de Breves, mas até a última atualização dessa reportagem não obteve retorno.

No pedido enviado a Justiça nesta quarta (18), o MPPA pede que a UPA seja usada exclusivamente para o atendimento de pacientes com Covid-19. O documento prevê que a sentença seja expedida em até 48h, sobre pena de multa diária em caso de descumprimento.

Além disso, o MP solicita que seja reativado o setor de urgência e emergência do Hospital Municipal Maria Santa Rocha Franco, para que lá sejam atendidos todos os casos de pacientes sem a Covid-19. A reativação também deve ser feita imediatamente.

Segundo o MP, a aglomeração entre pacientes com e sem Covid-19 ocorria devido a baixa quantidade de leitos exclusivos. O MP afirma que A UPA de Breves possui apenas 6 leitos para esse tipo de infecção, mas atualmente há 10 pacientes internados por covid-19 no hospital. Desse total, 4 estão internados em ala destinada para pessoas sem coronavírus, o que coloca em risco a saúde dos não contaminados.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE