Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Eleição 2020: TSE diz que é falso serviço de nuvem para contabilizar votos

Circula nas redes sociais uma publicação que diz que o supercomputador utilizado na contabilização dos votos pelo Tribunal Superior Eleitoral TSE é um serviço terceirizado de nuvem, o que deixaria os dados da votação vulneráveis

 

Circula nas redes sociais uma publicação que diz que o supercomputador utilizado na contabilização dos votos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é um serviço terceirizado de nuvem, o que deixaria os dados da votação vulneráveis. Em nota o Tribunal esclareceu que a informação é falsa e que o processamento dos votos é realizado por dois supercomputadores mantidos em uma sala-cofre do TSE. 

Eleitor pode denunciar irregularidades de campanha por meio de aplicativo

Quem não votou no primeiro turno poderá votar no segundo, afirma TSE

Os equipamentos foram cedidos pela empresa Oracle por quatro anos, que embora também ofereça serviços de computação em nuvem, esse não é o serviço contratado pelo tribunal. No primeiro turno das eleições, uma falha em um supercomputador foi responsável pelo atraso na apuração, o que gerou a notícia falsa.

Segundo o TSE outros órgãos da Administração Pública Federal adotam o mesmo tipo de contratação e todas estão sujeitas ao acompanhamento do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE