Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Conflito na Etiópia: capital da Eritreia é alvo de ataques vindos da região do Tigré

Diplomatas afirmaram que os ataques pareciam ter como alvo o aeroporto e instalações militares. Essa é a terceira vez que Asmara é alvo desde sexta-feira 27 .

 

A capital da Eritreia, Asmara, foi alvo de ataques que teriam vindo da região do Tigré, na Etiópia, segundo fontes diplomáticas neste domingo (29). O governo etíope anunciou no sábado (28) ter tomado o controle de Mekele, a capital da região dissidente do norte do país.

De acordo com a embaixada americana na Eritreia, em um “alerta de segurança” publicado no domingo em seu site, “por volta das 22h13 do 28 de novembro, aconteceram seis explosões em Asmara”.

Dois diplomatas baseados em Addis Abeba, afirmaram que os ataques pareciam ter como alvo o aeroporto e instalações militares da capital.

Essa é a terceira vez que Asmara é alvo de ataques. Na noite de sexta-feira (27), Asmara foi alvo de outro míssil, vindo da região do Tigré, segundo fontes diplomáticas. Outras investidas atingiram a capital da Eritreia há duas semanas.

Os mísseis não atingiram os alvos e os estragos causados não puderam ser estabelecidos. A Eritreia, que está situada ao norte do Tigré, é um dos países mais fechados do mundo e seu governo não comentou os ataques.

Controle de Mekele

A Frente de libertação do povo do Tigré (TPLF) reivindicou o primeiro ataque, acusando Asmara de apoiar o Exército federal da Etiópia, mas o partido não se pronunciou sobre os dois outros. O Tigré está praticamente cortado do mundo desde o começo do conflito e a localização dos dirigentes do movimento é desconhecida.

O primeiro-ministro Abiy Ahmed anunciou “controlar” Mekele, bastião da TPLF, no poder na região. Esta é uma etapa decisiva da operação militar que começou em 4 de novembro. Na sexta-feira (27), Ahmed dispensou a mediação da União Africana para a solução do conflito.

A Eritreia é considerada pelo TPLF como inimiga. Quando o partido estava no poder em Addis Abeba, Etiópia e Eritreia se enfrentaram em uma guerra que durou dois anos, entre 1998 e 2000. A tensão entre os dois países diminuiu quando Abiy Ahmed se tornou primeiro-ministro em 2018 e estabeleceu a paz com Asmara, iniciativa que valeu ao premiê etíope o prêmio Nobel da paz em 2019.

20 vídeos Novas manifestações são registradas na Tailândia neste domingo (29) Vítimas de massacre atribuído ao Boko Haram na Nigéria começam a ser enterradas Pelé, Messi e Mike Tyson: Maradona fez sucesso com programa de TV

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE