Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Programação do '''Preamar Cabano''' marca 186 anos da revolução da Cabanagem

A edição deste ano conta com uma programação repleta de lives, exposições e ações de economia criativa.

 
 -   /
/ /

Durante o mês de janeiro, será realizada mais uma edição do 'Preamar Cabano', que marca os 186 anos de uma das revoluções mais emblemáticas da história do Brasil, a Cabanagem. A edição deste ano conta com uma programação repleta de lives, exposições e ações de economia criativa.

A programação do evento inicia nesta quinta-feira (7), às 10h30, com a live "Mulheres cabanas: memórias e contemporaneidades", com participação da professora doutora Eliana Ramos e da ativista, mestra e atual ouvidora geral do município de Belém, Márcia Kambeba.

Em seguida, às 17h, o público também poderá divulgar pela internet a aula “Belém, Cidade Cabana - Patrimônio e Memória”, ocasião em que será lançada a versão virtual do livro infanto-juvenil "Memórias da Cabanagem". O livro, que também tem conteúdo de audiodescrição, traz diversas ilustrações e textos que aprofundam o conteúdo histórico sobre a revolta popular ocorrida em janeiro de 1835.

Exposições

Uma das salas da Estação Cultural de Icoaraci vai abrigar durante o mês de janeiro a exposição 'Vozes da Cabanagem', composta por painéis produzidos a partir de imagens e documentos pertencentes ao acervo do Arquivo Público do Estado do Pará, que mostram a diversidade sócio cultural dos integrantes da revolução.

Na outra sala da Estação, será exibida uma animação sobre a Cabanagem. Já na área externa do equipamento de cultura, haverá ainda uma programação com música, performance artística e espaço de economia criativa com a produção de empreendedores locais. Toda a programação é gratuita, mas o acesso ao espaço será limitado a 150 pessoas por vez.

Memorial da Cabanagem

Situado no Complexo Viário do Entroncamento, o Memorial da Cabanagem faz parte do circuito de ações do Preamar Cabano e abriga a exposição gratuita "Memória Cabana". No espaço, o público pode conferir a intervenção artística sobre os túmulos, com nomes de 1.953 cabanos que participaram do levante popular.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE