Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Policial do Capitólio é quinta pessoa a morrer após invasão do Congresso na quarta-feira

Segundo chefe da Polícia do Capitólio, mais de 50 membros da corporação ficaram feridos, e vários foram hospitalizados com ferimentos graves. Além de Brian Sicknick, morreram mulher que foi baleada no plenário e mais três invasores que chegaram a ser

 
 -   /
/ /

Um policial do Capitólio morreu nesta quinta-feira (7), após ser ferido durante a invasão ao Congresso dos Estados Unidos na véspera. De acordo com a Polícia do Capitólio, Brian Sicknick foi ferido durante confronto com o grupo que invadiu o Congresso americano.

Segundo o chefe da Polícia do Capitólio, Steven A. Sund, os policiais do Capitólio foram atacados “com canos de metal e outras armas”, por pessoas que “estavam determinadas a causar grandes danos” durante a invasão. Sund disse ainda que mais de 50 membros da corporação ficaram feridos, e vários foram hospitalizados com ferimentos graves.

Muito criticado pela resposta da Polícia do Capitólio durante a invasão, Sund anunciou, através de uma porta-voz, que está renunciando ao cargo, e que deixará o comando no dia 16 de janeiro. Sua saída tinha sido pedida pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

VÍDEO: Imagens mostram momento em que mulher é baleada em invasão ao Capitólio, nos EUA

VÍDEO: Imagens mostram momento em que mulher é baleada em invasão ao Capitólio, nos EUA

Ainda na quarta-feira já tinham morrido quatro apoiadores de Trump que participaram da invasão. A única identificada publicamente foi a veterana militar Ashli Babbit, baleada por um policial dentro do plenário da Câmara. O agente que a atingiu foi afastado. As outras três vítimas morreram em um hospital.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE