Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Mar Aberto cresce com pop doce: '''É sensacional ver essa mescla entre MPB e pop'''

Thiago Mart e Gabriela Luz falam da carreira e da trilha de Baseado Em Amores Reais , série de curtas do Globoplay. Nesta semana, G1 mostra as apostas musicais para 2021.

 
 -   /
/ /

O pop good vibes tem mais um reforço, que vem ganhando público nos últimos meses. A dupla Mar Aberto aposta na mansidão e em letras com boas vibrações que o colocam na mesma turma de Vitor Kley, Melim, Anavitória e Lagum.

Nesta semana, o G1 mostra as apostas musicais para 2021. No podcast acima, ouça músicas e comentários sobre novos artistas.

Além de canções acústicas e apaixonadas, Thiago Mart e Gabriela Luz contam com dois reforços para levar o som deles para mais gente:

  • O trio de produtores Los Brasileiros, já ouvido com artistas como Jão e Vitão. Eles produzem e ajudam nas composições;
  • O projeto “Baseado Em Amores Reais”, com curtas-metragens disponíveis no Globoplay, estrelados por Carla Diaz e Jessé Scarpellini.

Em entrevista ao G1, a dupla falou desses vídeos, do começo da parceria e dos fãs que vivem perguntando se eles são ou não um casal.

G1 - Como e quando vocês se conheceram e quando notaram que fazia sentido cantar, compor e tocar como uma dupla?

Gabriela - Nos conhecemos em agosto de 2013 quando eu estava gravando um disco solo. Precisávamos de composições e o Thi enviou uma que caiu como uma luva. Como funcionou tanto, começamos a compor juntos. A partir daí, a afinidade musical e pessoal cresceu e amadureceu demais. Três anos depois, vimos que criar um projeto a dois era não só inevitável como a melhor coisa a se fazer.

G1 - Foi difícil a transição das covers para o repertório próprio? O quão diferente e até mais audacioso é cantar o que vocês criam?

Thiago - Na verdade, não houve transição porque desde o começo nós lançamos autorais e versões concomitantemente. Para nós, os covers sempre tiveram o papel de posicionar o Mar junto aos artistas do mesmo nicho e dar suporte pros lançamentos autorais. Claro que é sempre um prazer fazer uma versão, mas é completamente satisfatório lançar suas próprias canções e ouvi-las na boca do público.

A dupla Mar Aberto — Foto: Divulgação

G1 - Como foi a experiência de "Baseado em Amores Reais"? De onde surgiu a ideia do projeto?

Gabriela - Depois que escolhemos as músicas que iriam pro EP, nosso empresário apontou que cada delas parecia fazer parte de uma fase de um relacionamento. Esse foi o "start". Gravamos e a partir daí foi um exercício de paciência, porque a parte musical ficou pronta em março e de repente veio a pandemia, lockdown e muitos adiamentos. Só que no fim das contas, acabamos conhecendo o Mess (Santos, diretor) nesse ínterim e o que era para ser um projeto de clipes separados se tornou um curta-metragem que foi pro Globoplay e que enche a gente de orgulho.

G1 - Vocês se veem como parte da cena do pop good vibes, com Anavitória, Vitor Kley, Melim, Lagum?

Thiago - Totalmente parte. E é sensacional ver essa mescla entre MPB e pop acontecer e crescer tanto.

G1 - E vocês gostam deste rótulo de pop good vibes? Sei que artistas, no geral, não curtem muito uso de rótulos, que pode limitar, mas mesmo dentro dessas possíveis limitações, acham ok?

Thiago - Acho que o som que fazemos está mais para MPB Pop do que good vibes, até porque dentro do repertório dos artistas dessa cena tem umas vibes bem pesadas também. Cabe todo tipo de sentimento nas canções que estão vindo e falar sobre coisas negativas pode ser muito positivo também.

G1 - Como é o processo para escrever as letras? Os dois escrevem juntos, ou cada um traz ideias e vocês tentam encaixá-las? Como vocês fazem também para pensar se uma letra ficou legal, ou se ficou talvez meio açucarada demais, por exemplo?

Gabriela - O processo varia muito e uma ideia pode surgir de diferentes maneiras. Da melodia, de uma levada no violão, de uma frase. Mas é fato que somar as ideias dos dois sempre foi o grande motor do Mar Aberto. E a gente sempre compõe sem filtros. Se no final ficar doce demais, a gente segue com ela, porque gosta de doce, (risos) ou vai pra próxima.

G1 - Momento site de fofoca: muito fã pensa que vocês namoram? Como vocês lidam com a química de vídeos, estúdios, palcos e com o imaginário das pessoas que ficam shippando vocês?

Thiago - Eu acho é ótimo que eles pensem. (Risos) A gente gosta de brincar com o imaginário dos fãs e sempre deixa vir a tona o que há de mais natural entre nós.

"Se pensarem que somos casal, show, se acharem que não, show também. A química é evidente... a gente só deixa em dúvida se rola a parte física também."

Semana Pop explica temas do entretenimento

92 vídeos Semana Pop explica por que decisão inédita da Warner pode mudar futuro do cinema Semana Pop explica por que 2020 foi o ano de Marília Mendonça na música Semana Pop mostra lado pop de Maradona, enaltecido em filmes, músicas e até nos quadrinhos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE