Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Turquia prende 718 pessoas por supostos vínculos pró-curdos

Governo da Turquia acusa o partido dos curdos de ter executado 13 cidadãos turcos que eram reféns no Iraque. Insatisfeito com reação dos EUA, ministro das Relações Exteriores convocou embaixador americano em Ancara.

 
 -   /
/ /

A polícia da Turquia prendeu, nesta segunda-feira (15), 718 pessoas em 40 cidades pelos seus supostos vínculos com a militância curda do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

No domingo, a Turquia acusou o PKK de ter executado 13 cidadãos turcos, em sua maioria membros das forças de segurança, que mantinha como reféns no norte do Iraque há vários anos.

O Ministério do Interior não especificou onde as prisões aconteceram, mas afirmou que entre os detidos também há dirigentes locais do Partido Democrático do Povo (HDP), o segundo maior partido da oposição do país.

"Um grande número de armas, documentos e material digital pertencentes à organização foram confiscados nessas buscas", afirmou o ministério do Interior.

O HDP expressou sua "profunda tristeza" após a morte dos cidadãos turcos no Iraque e pediu ao PKK para libertar os prisioneiros.

O presidente, Recep Tayyip Erdogan, acusou os Estados Unidos de apoiar militantes curdos.

Os EUA e a União Europeia já classificaram o PKK como uma organização terrorista, mas na Síria os americanos lutam com os curdos.

Veja uma reportagem de 2019 sobre o conflito entre o governo da Turquia e os curdos.

Trump suspende sanções contra Turquia e afirma que turcos pararam de atacar os curdos Trump suspende sanções contra Turquia e afirma que turcos pararam de atacar os curdos 1 min Trump suspende sanções contra Turquia e afirma que turcos pararam de atacar os curdos

Trump suspende sanções contra Turquia e afirma que turcos pararam de atacar os curdos

Desde que os soldados americanos começaram a sair da região por ordem de Trump, há duas semanas, estima-se que 120 civis e 460 combatentes morreram.

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

Os EUA afirmaram que apoiam a Turquia e que condenam as mortes se for confirmada a responsabilidade do PKK.

O ministro de Relações Exteriores da Turquia convocou o embaixador americano para manifestar a ele a forma como o país reagiu à declaração.

Veja os vídeos mais assistidos do G1

200 vídeos VÍDEO: Tenente-coronel da PM é alvo de racismo em videoconferência: 'macaco VÍDEO: Terremoto de magnitude 7,1 atinge a costa de Fukushima, no Japão VÍDEO: Advogado ativa acidentalmente filtro de gato em audiência virtual nos EUA

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE