Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Idosa de 90 anos caminha quase 10 km em ruas cobertas de neve para se vacinar contra Covid-19 nos EUA

Fran Goldman estava com dificuldades para agendar um horário e, quando conseguiu, nem mesmo a distância e o mau tempo a impediram de tomar o imunizante.

 
 -   /
/ /

Uma rara tempestade de inverno que fez cair trinta centímetros de neve em Seattle, nos EUA, não impediu uma mulher de 90 anos de tomar sua primeira dose da vacina contra o coronavírus.

O jornal “Seattle Times” relata que Fran Goldman caminhou quase dez quilômetros entre ida e volta para conseguir sua injeção.

“Tenho telefonado para marcar uma consulta em qualquer lugar, todas as manhãs, todas as tardes e muitas vezes fico online à noite”, disse Goldman.

Ela finalmente garantiu uma vaga para a manhã de domingo (14), mas na sexta e no sábado uma forte tempestade de inverno atingiu a região, transformando as ruas normalmente chuvosas da cidade em um cenário de inverno com montes de neve.

Goldman vestiu calças de lã e uma camisa de mangas curtas para que a enfermeira pudesse pegar seu braço com facilidade. Por cima, ela colocou um casaco de lã com zíper, depois outro casaco forrado e uma capa de chuva.

Ela então calçou botas de neve, pegou sua bengala e se aventurou nas ruas cobertas de neve.

“Não foi fácil, foi um desafio”, disse ela ao jornal.

Mas Goldman chegou à sua consulta com apenas 5 minutos de atraso.

Sua filha Ruth Goldman, que mora em Buffalo, Nova York, não ficou surpresa com as ações de sua mãe.

“Somos pessoas que vivem ao ar livre”, disse ela. “Amamos estar ao ar livre. Estive ontem no Lago Ontário com uma sensação térmica de 6 graus”, contou.

Vídeos: Novidades sobre vacinas contra a Covid-19

200 vídeos Preocupação com falta de vacinas gera filas em Nova Iguaçu Denúncias de aplicação incorreta da vacina contra Covid são investigadas Prefeituras suspendem vacinação com fim de estoques de imunizantes

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE