Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Reino Unido começa a restringir propagação de variantes do coronavírus, diz Secretário de Saúde

Inglaterra irá publicar na segunda-feira medidas para afrouxar o lockdown no país. Segundo Matt Hancock, disseminação das variantes do vírus do Brasil e da África do Sul está sendo coibida.

 
 -   /
/ /

O secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, disse que as medidas duras nas fronteiras e o rastreamento de contato aprimorado parecem ter restringido a propagação das variantes do coronavírus do Brasil e da África do Sul.

Hancock afirmou que um plano para aliviar o terceiro lockdown nacional na Inglaterra, que será publicado na segunda-feira, precisará dar tempo para a análise de dados, já que o governo ainda está preocupado de que as variantes possam prejudicar o andamento da vacinação no país.

Ele disse, no entanto, ao canal Sky News, que os primeiros sinais são animadores.

"Há evidências de que as medidas que estamos tomando, tanto no rastreamento melhorado de contatos e as medidas mais rígidas na fronteira estão funcionando e que agora temos uma vigilância muito mais forte em vigor."

  • Terceiro lockdown derruba o número de infecções por Covid na Inglaterra

O primeiro-ministro, Boris Johnson, irá apresentar o plano na segunda-feira, com um início mais rápido do que o esperado no programa de vacinação do Reino Unido.

Reino Unido vai afrouxar medidas de isolamento social Reino Unido vai afrouxar medidas de isolamento social 2 min Reino Unido vai afrouxar medidas de isolamento social

Reino Unido vai afrouxar medidas de isolamento social

Segundo o governo, o principal objetivo é reunir famílias que tiveram que ficar separadas por causa do lockdown.

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

"É muito importante ver o impacto dos passos que estamos dando", disse Hancock, ainda sobre os próximos passos. "Queremos estabelecer um plano que dê orientação às pessoas... Também estaremos absolutamente vigilantes em relação aos dados no caminho", disse.

"Nós já vimos atualmente outras novas variantes das quais, felizmente, há muito, muito, muito pouco no país agora, mas precisamos nos proteger contra elas", acrescentou.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE