Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Incêndios castigam sul da Europa e forçam evacuação de centenas de pessoas

Dezenas de municípios foram evacuados no turístico sul da Turquia após cinco dias de incêndios. Até o momento, oito pessoas morreram no país. Grécia, Itália e Espanha também tentam combater chamas.

 
 -   /
/ /

Com altas temperaturas e fortes ventos, a temporada de incêndios deste verão boreal está sendo significativamente mais destrutiva do que nos anos anteriores, segundo dados da União Europeia (UE).

A Turquia está vivendo seus piores incêndios em ao menos uma década, com quase 95.000 hectares queimados este ano, quando a média entre 2008 e 2020 nesta época era de 13.516 hectares.

Vários especialistas vinculam este fenômeno à mudança climática, que aumenta a frequência e a intensidade desses incêndios florestais.

Um bairro da turística cidade de Bodrum foi evacuado porque os ventos fortes estavam alimentando as chamas no distrito vizinho de Milas, informou a rede turca da CNN.

Incapazes de sair pela estrada, 540 moradores foram levados a hotéis de barco, informou a rede.

Incêndios florestais deixam mortos e feridos na Turquia

Incêndios florestais deixam mortos e feridos na Turquia

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

Também houve evacuações na cidade popular de Antalya e dois corpos foram encontrados na região, o que elevou o saldo de vítimas para oito (assista no vídeo acima).

LEIA TAMBÉM:

  • VÍDEO: Grécia e Itália sofrem com incêndios florestais e temperaturas acima de 40°C
  • Mudanças climáticas: frio recorde no Brasil, enchentes e calor pelo mundo

As temperaturas continuarão altas na região, por volta dos 40 ºC. No último mês, os termômetros atingiram níveis recordes. Em 20 de julho, o serviço de meteorologia registrou 49,1 ºC no município de Cizre (sudeste).

Imagens de satélite fornecidas pelo Ministério turco da Defesa mostravam grandes áreas florestais queimadas e ainda fumegantes.

O presidente Recep Tayyip Erdogan foi criticado pelo fato de a Turquia não ter planos de combate aos incêndios, apesar de ter um terço de seu território com florestas e do crescente problema desses incêndios.

Segundo dados da União Europeia, a Turquia sofreu 133 incêndios no decorrer de 2021, comparado com uma média de 43 neste período do ano entre 2008 e 2020.

Catástrofe grega

Grécia, 44°C: bombeiros tentam controlar incêndios em floresta

Grécia, 44°C: bombeiros tentam controlar incêndios em floresta

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

Os bombeiros também trabalharam na Grécia em um grande incêndio, no sábado (31), em Patras, no oeste (assista acima).

Cinco municípios foram desalojados e oito pessoas tiveram que ser hospitalizadas com queimaduras e problemas respiratórios na região, que continua em alerta.

O prefeito do município vizinho de Aigialeias, Dimitris Kalageropoulos, descreveu o incêndio como uma "imensa catástrofe".

Cerca de 30 casas, celeiros e estábulos foram consumidos pelas chamas nas cidades de Ziria, Kamares, Achaias e Labiri.

"Dormimos fora esta noite, com medo de não termos mais casa quando acordássemos", disse um morador de Labiri à televisão grega Skai.

O município turístico costeiro de Logos também foi evacuado e 100 residentes e visitantes foram enviados para a cidade próxima de Aigio.

Na Grécia, 13.500 hectares queimaram no decorrer do ano, mais que a média de 7.500 hectares entre 2008 e 2020, segundo as estatísticas da UE.

Incêndios e tempestades na Itália

Incêndio atinge a praia Le Capannine, região da Sicília — Foto: Roberto Viglianisi/via REUTERS

A Itália também voltou a ser abalada por incêndios depois que mais de 20.000 hectares de floresta, olivais e cultivos serem devorados pelas chamas em Cerdenha, no fim de semana passado.

Somente neste fim de semana, foram declarados mais de 800 incêndios no país, especialmente no sul, segundo o corpo de bombeiros italiano.

"Nas últimas 24 horas, os bombeiros realizaram mais de 800 intervenções: 250 em Sicília, 130 em Apulia e Calabria, 90 em Lacio e 70 em Campanha", tuitou o corpo.

Também indicou que suas unidades ainda tentam apagar os incêndios nas cidades sicilianas de Catania, Palermo e Siracusa.

Enquanto o sul da Itália ardia, o norte sofria tempestades intensas.

"O custo das destruições causadas nas partes rurais do norte da Itália por tempestades e granizo neste verão louco soma dezenas de milhões de euros", disse a organização agrícola Coldiretti.

Aviões hidrantes na Espanha

Na Espanha, dezenas de bombeiros apoiados por aviões hidrantes combatiam um incêndio iniciado no sábado à tarde, perto do pântano de San Juan, a 70 quilômetros ao leste de Madri.

Os bombeiros afirmaram neste domingo que conseguiram estabilizar o fogo durante a madrugada, mas as autoridades pediram à população para se afastar do pântano, um local popular para banho entre os madrilenhos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE