Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Paraenses vivem drama das inundações causadas pelo furacão Ida em Nova York

Brasileiros viram cartões postais serem tomados pela água. Um deles quase teve a casa destruída.

 
 -   /
/ /

Paraenses que estão em Nova York, nos Estados Unidos, fizeram registros do furacão Ida, que causou inundações, bloqueou estradas e interrompeu o metrô com chuvas destrutivas.

  • Furacão Ida atinge a costa dos Estados Unidos
  • Chuvas históricas deixam dezenas de mortos no nordeste dos EUA

Elizier Loureiro, relações públicas, passou cerca de uma hora presa no carro com a filha. A paraense conta que as duas foram resgatadas pelos bombeiros.

"Ela ficou desesperada e subiu no teto do carro e viu dois bombeiros na outra esquina salvando uma senhora, tirando pela janela. Ela gritou, acenou e os bombeiros viram e andaram até a gente", contou.

Carros e caminhões são vistos após enchente nesta quinta-feira (2) na via expressa Major Deegan, no bairro do Bronx, em Nova York, após passagem do furacão Ida — Foto: Craig Ruttle/AP

Já o professor Raimundo, que mora em Poughkeepsie, outra cidade do estado de Nova York, tinha acabado de chegar de Belém. Ele diz que, por pouco, não teve a casa destruída.

"Minha casa foi construída em 1930, então elas não foram construídas para essas mudanças climáticas, essa crise climática que a gente está vivendo", relatou o professor.

A atriz e produtora Patrícia Dinely viu o Central Park, um principais cartões postais de Nova York, ficar debaixo d'água.

"As partes baixas, perto das lagoas que tem no parque inundaram. A água subiu muito. E com a quantidade de chuva, as árvores foram arrancadas pela raiz", disse a atriz.

Em pronunciamento, o presidente norte-americano Joe Biden lamentou o ocorrido, se solidarizou às famílias afetadas e também fez um alerta. Ele disse que os próximos furacões virão com maior frequências e mais ferozes.

Os paraenses que vivem em Nova York não estão preocupados somente com o estado norte-americano, mas também com as consequências do aquecimento global para o Brasil e o estado do Pará.

"Nossos rios, aí no Pará, na Amazônia, que sempre tem essa alteração do nível das águas. Os Estados Unidos, um país com tanto recurso, com tanta infraestrutura, não conseguiu lidar com os fogos (incêndios) na Califórnia, não conseguiu lidar com a entrada do furacão pela Louisiana. A Louisiana está bem devastada", contou Patrícia Dinely.

"Na verdade, a gente faz essa besteira toda com a mudança climática, né, com as nossas barbaridades, em relação à natureza, e aí a atmosfera aquece muito e aí tem muito mais umidade na atmosfera e isso significa que quando acontece uma situação dessa vem muita chuva", explicou Raimundo Gabi.

VÍDEO: Tempestade interrompe evento de reabertura em Nova York

VÍDEO: Tempestade interrompe evento de reabertura em Nova York

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

Veja outras notícias do estado no G1 Pará

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE