Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Caminhoneiros bloqueiam parcialmente rodovias no Pará pelo terceiro dia, diz PRF

BR-010 em Mãe do Rio e Paragominas têm bloqueio com restrição de passagem de alguns caminhões de carga, diferente do informado pelo Ministério da Infraestrutura.

 

Pelo terceiro dia seguido, o Pará segue com bloqueios de caminhoneiros em rodovias federais na manhã desta sexta-feira (10). São dois pontos com restrição de passagem para alguns caminhões de carga na BR-010, sendo no km 165 em Paragominas e km 272 em Mãe do Rio, conforme levantamento feito às 7h45 pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O Ministério da Infraestrutura informou que no Pará havia apenas concentração de caminhoneiros, com bloqueios em outros três estados, mas a PRF confirmou que dois dos oito bloqueios de quinta-feira (9) continuam com restrição parcial de passagem de caminhões no Pará.

"Cargas de remédios e insumos, materiais hospitalares, oxigênio e veículos leves estão passando normalmente", informou a PRF do Pará, que monitora a situação.

  • Estados seguem com pontos de concentração de caminhoneiros, diz ministério
  • Bolsonaro grava áudio com pedido para caminhoneiros liberarem estradas

A manifestação iniciou no início da noite de quarta-feira (8) no Pará, com dois pontos de bloqueio, em Benevides e Paragominas e pneus chegaram a ser colocados nos locais - veja no vídeo acima.

Na quinta, o movimento teve aumento e chegou ao total de sete bloqueios parciais e um com interdição total, na BR-010 em Dom Eliseu, no km 15.

Nesta sexta-feira, Dom Eliseu tem trânsito normalizado, segundo a PRF, assim como os demais pontos que tiveram restrições: no km 353 da BR-010 em Santa Maria do Pará; na BR-316 no km 24 em Benevides e no km 149 em Capanema; na BR-222 no km 85 em Rondon do Pará; e na BR-155 em km 342 em Marabá. Todos esses locais não têm mais bloqueios, informou a PRF na manhã desta sexta.

Os caminhoneiros estão no terceiro dia de manifestações a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A manifestação ocorre após os atos de 7 de Setembro, bloqueando estradas em vários estados.

O presidente Jair Bolsonaro gravou um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres".

LEIA MAIS:

  • Entenda o contexto dos protestos
  • Golpismo de Bolsonaro prejudica retomada da economia e crise pode se acentuar; entenda

VÍDEOS sobre as notícias do Pará

200 vídeos

Veja outras notícias do estado no G1 PA

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE