Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

AM: Tipagem O positivo em Parintins necessita ser reabastecido

O local promoveu uma campanha recente com o objetivo de captar mais voluntários para a doação

 

A situação  do estoque de Parintins precisa de uma atenção especial para a tipagem sanguínea O positivo. No entanto, o armazenamento, no geral, está bom, já que a região promoveu uma campanha recente para captar mais doadores, como informa Eliana Maria de Farias, gestora da Unidade de Coleta e Distribuição de Sangue em Parintins.

“A gente pede para que você, doador que estiver em tempo hábil para doação, que doe sangue a fim de que nosso estoque não entre em colapso. Tivemos uma baixa no nosso estoque na pandemia, mas tivemos estratégias que funcionaram para que não ficássemos sem sangue”, relembra.

Doadora diamante 

Com mais de 60 doações acumuladas, Jussara Carla Michilis repete o ato desde 1995. A professora de 62 anos também doou plaquetas e medula óssea. “Doar é um ato de solidariedade e a minha motivação é saber que posso ajudar alguém e isso se chama amor, a cada três meses eu agendo minha doação no Hemoam”, conta a moradora do Bairro Cidade Nova, no Amazonas. 

O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, reforça a importância da doação regular. “Vamos aproveitar essa oportunidade para reafirmar não só as ações de enfrentamento à pandemia, mas também a necessidade contínua de cumprir o preceito constitucional da saúde como direito fundamental. O sangue, ao longo do tempo, simboliza a vida. E nesse sentido, é importante a doação regular de sangue. Doe sangue regularmente, com a nossa união, a vida se completa”.

Onde doar sangue no Amazonas

Interessados em doar sangue devem procurar a Unidade de Coleta e Distribuição de Parintins, que fica Rua Pedro Ferreira Gonçalves, no 1771, bairro São José. O telefone para contato é o (92) 9912-34710.

Outras unidades também estão disponíveis para receber novos voluntários. Quem mora em Alvarães e Uarini, pode procurar o hemocentro regional de Tefé no endereço na – Estrada do Bexiga, sem número, cujo telefone é (97) 99164-4651.

Moradores de Itapiranga, Nova Olinda do Norte ou Silves, podem procurar o Hemocentro Regional de Itacoatiara no endereço Rua Acácio Leite, número 2593, no Hospital Geral, no bairro Iraci. Para ligar, disque (92) 99178-5484. Para saber mais informações sobre endereços e horários de funcionamento das unidades mais próximas de você, veja o mapa abaixo.

Critérios para doar sangue

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade. Para os menores de idade, é preciso apresentar autorização dos responsáveis e os idosos entre 60 e 69 anos só podem doar se já o tiverem feito antes dos 60.

Além disso, é essencial pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O doador pode doar até quatro vezes ao ano se for do sexo masculino (com intervalo de 2 meses entre as doações) e três vezes se for do sexo feminino (com intervalo de 3 meses entre as doações). Doar sangue regularmente é seguro e não apresenta riscos à saúde, pois todos os materiais utilizados para doação de sangue são descartáveis e de uso único. “O volume coletado não ultrapassa nem 15% da quantidade total que o doador possui e depois de 24 horas o volume é reposto naturalmente”, como reforça a Coordenação-Geral de Sangue e Hemoderivados da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde.

Segurança na doação durante a pandemia

Todos os hemocentros e unidades de coleta do país adotaram os protocolos de contenção contra a Covid-19. As doações estão sendo realizadas através de agendamento prévio pela internet ou telefone para evitar aglomerações. Vale lembrar que até mesmo quem foi infectado pelo coronavírus pode doar sangue e medula óssea. No entanto, é necessário aguardar 30 dias após completa recuperação da doença.
 
Quem teve contato com pessoas infectadas também precisa esperar 14 dias para poder fazer a doação, apresentando RT-PCR negativo e ausência de sintomas. Já os vacinados, devem esperar o tempo de imunização que vai depender da marca do imunizante. Os vacinados com a CoronaVac devem aguardar 48 horas. E o tempo de espera para outras vacinas é de sete dias.
 
Vale lembrar que todos os tipos sanguíneos são importantes e não há um substituto para o sangue. Pessoas com doenças crônicas, tais como a talassemia e a doença falciforme, pessoas com determinados tipos de câncer, assim como aquelas que se submetem a transplantes e cirurgias de grande porte ou que se acidentam necessitam de transfusão de sangue.

Procure o hemocentro ou unidade de coleta mais próxima de sua região e agende a sua doação de sangue. Uma bolsa de apenas 450mL de sangue pode salvar até quatro vidas. Seja solidário. Doe sangue!
 
Mais informações sobre endereços e horários de funcionamento estão disponíveis no site hemoam.am.gov.br.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE