Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Bombeiros controlam incêndio que atingiu tanque de combustível no sul do Líbano

Exercíto chegou a evacuar a região perto de usina por receio do fogo se espalhar.

 
 -   /
/ /

Os bombeiros conseguiram conter um incêndio em um tanque de armazenamento de combustível na instalação de petróleo de Zahrani, no sul do Líbano. Ainda não se sabe o que ocasionou as chamas.

O exército libanês chegou a evacuar a região em meio a temores de que o fogo pudesse se espalhar e causar uma explosão, segundo o canal de TV Al Jadeed. O trânsito perto da instalação petrolífera também foi desviado por medida de segurança.

Bombeiros combatem incêndio em tanque de combustível no Líbano — Foto: Ali Hankir/Reuters

Uma testemunha disse que o incêndio, que havia lançado uma enorme coluna de fumaça para o céu, parecia ter sido apagado.

"O incêndio foi contido", disse o ministro da Energia, Walid Fayad em comunicado no Twitter publicado pelo gabinete do primeiro-ministro.

Ele também pediu um relatório sobre a causa do incêndio que atingiu um tanque com combustível pertencente ao exército libanês.

Uma fonte de segurança disse à Reuters que os tanques de armazenamento próximos estavam sendo resfriados para impedir a propagação do incêndio e que estavam desviando o tráfego das instalações em uma área escassamente povoada.

A instalação em Zahrani, cerca de 8 km ao sul da cidade de Sidon, abriga uma das principais usinas de energia do país.

O incêndio é o mais recente desastre a atingir o Líbano, onde a escassez de combustível em meio a uma profunda crise econômica forçou as duas maiores usinas de energia do país, uma em Zahrani e outra em Deir Ammar, a fechar no sábado (9). O desligamento ocasionou um apagão no país.

O ministério da energia disse no domingo (10) que a energia foi restaurada após o exército libanês fornecer cerca de 6.000 quilolitros de óleo de gás para as duas usinas.

Apagão no Líbano: país fica no escuro após desligamento de usinas por falta de combustível

Apagão no Líbano: país fica no escuro após desligamento de usinas por falta de combustível

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

País em crise

O Líbano passa por grave crise econômica e caos político, que se agravaram com a explosão no porto de Beirute há um ano. Em setembro, o país finalmente conseguiu chegar à formação de um novo governo, com a nomeação de Najib Mikati para o cargo de primeiro-ministro.

Os libaneses têm dependido cada vez mais de geradores privados para obter energia, com contas caras de óleo combustível, já que a empresa estatal de eletricidade fornece apenas algumas horas de serviço por dia para os cidadãos.

VÍDEOS: notícias internacionais

200 vídeos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE