Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Chefe do Estado Islâmico na Nigéria está morto, diz exército

Morte não foi confirmada pelo grupo extremista. Al-Barnaoui é filho do fundador do Boko Haram, que mantém frequente atividade no nordeste do país desde 2009.

 

O comandante do grupo extremista Estado Islâmico da Província da África Ocidental (ISWAP), Abou Mosab al-Barnaoui, morreu, informou um comandante militar nigeriano nesta quinta-feira (14).

O ISWAP não confirmou a morte de al-Barnaoui e no passado o Exército da Nigéria já anunciou que matou comandantes extremistas que no final estavam vivos.

"Posso confirmar que al-Barnaoui está morto. É simples assim. Está morto e morto permanecerá", disse à imprensa o chefe do Estado Maior da Defesa, general Lucky Irabor.

Ele não deu detalhes sobre como ou quando a morte aconteceu.

Família de extremistas

Al-Barnaoui é filho do fundador do Boko Haram, que está em atividade no nordeste da Nigéria desde 2009.

Ele ficou conhecido após se separar do Boko Haram em 2016 por discrepâncias com seu comandante Abubakar Shekau, que morreu neste ano em um confronto entre as duas facções.

Segundo fontes de segurança, desde a morte de Shekau, al-Barnaoui vinha consolidando a presença do ISWAP no nordeste da Nigéria e na região do lago Chade, apesar dos contra-ataques de facções leais ao Boko Haram.

Mais de 40 mil pessoas morreram nos recentes conflitos da Nigéria, que provocaram cerca de dois milhões de deslocados.

LEIA TAMBÉM:

  • Homens armados sequestram 73 alunos em um vilarejo na Nigéria
  • Dezenas de estudantes sequestrados há três meses são libertados na Nigéria

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE