Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Como um podcast fez um cientista se tornar doador de rim para aumentar '''participação de negros em pesquisas'''

Cientista afirma que participação de negros em pesquisas ainda é baixa e isso afeta o desenvolvimento de remédios e tratamentos que realmente funcionem.

 

O cientista Norbert Tavares comanda o programa de biologia unicelular da Chan Zuckerberg Initiative, empresa de Mark Zuckerbeg, dono do Facebook, Priscilla Chan, médica e filantropa.

Nesta terça (16), ele vai doar seu rim para uma pessoa que não conhece por causa de um podcast, contou o cientista à revista People. "[A ideia] surgiu quando eu estava ouvindo um episódio sobre doação de medula óssea. Foi uma ideia interessante, parecia simples, então me inscrevi. E em outro podcast, ouvi sobre o Registro Nacional de Rins."

LEIA TAMBÉM:

  • Homem de 89 anos se torna doutor em Física após 20 anos de estudos e superação de doença grave
  • Garota de 9 anos liga para emergência e salva família ao desbloquear celular com o rosto do pai

Ele entrou no programa como "doador não designado", que significa que ele vai deixar o rim "disponível" para doação a qualquer pessoa que precisar e estiver na fila. "Isso faz o sistema funcionar melhor e mais rapidamente, e mais combinações podem ocorrer", explica.

O cientista resolveu tornar sua ação pública para encorajar pessoas negras a serem doadoras de órgãos e participantes de pesquisas científicas. Ele diz que negros têm receio de participar de pesquisas e doações por causa de um "histórico de erros e omissões".

"A necessidade é grande, mas a participação de pessoas negras em pesquisas ainda é muito baixa. Isso tem impacto no desenvolvimento de drogas e terapias que realmente funcionem em pessoas como eu."

"Nós não temos um bom entendimento sobre como raça e ancestralidade influenciam doenças e o desenvolvimento de tratamentos porque não temos dados suficientes de pessoas com raças e ancestralidades sub-representadas", conta.

No vídeo abaixo, veja como pesquisadora brasileira usou técnica da cerveja pata tratar sequelas da Covid-19:

Pesquisadora explica como adaptou técnica cervejeira para tratar sequelas da Covid-19

window.PLAYER_AB_ENV = "prod"

A espera angustiante

Depois da decisão tomada, o cientista encontrou outro obstáculo: descobrir como, afinal, se tornava um doador nos Estados Unidos. Ele precisou de ajuda de algumas associações nacionais para entender o processo.

Entre o cadastro, os exames e a doação de fato, ele precisou esperar alguns meses. Tavares diz que esse período foi o mais angustiante por causa das dúvidas que surgem, mesmo quando você acha que a decisão já foi tomada.

"A recompensa é saber que fiz algo de bom na minha vida. Sinto que fiz coisas boas na minha vida, mas aqui está mais uma coisa importante que pode realmente ajudar a salvar alguém", ele diz.

Uma das preocupações dos pais e de alguns de seus amigos era sobre uma possível necessidade de rim por algum membro da família. Mas ele disse que eles entenderam seu amor pela pesquisa e a causa que defende.

VÍDEOS: Só notícia boa

106 vídeos

OLHA QUE LEGAL

  • Veterano da Segunda Guerra reencontra três irmãos italianos que salvou em 1944

  • Arqueólogo amador dinamarquês encontra tesouro pré-viking com quase 1kg de ouro

  • Criança de 4 anos liga para polícia na Nova Zelândia e diz que tem brinquedos para eles

  • 'Pôneiterapia': Pôneis auxiliam tratamento de crianças com câncer em São Paulo

  • Estudantes têm treinamento de varinha com coreógrafo de 'Harry Potter' em comemoração aos 20 anos do filme

  • Americana usa avião para salvar 27 cachorros que seriam sacrificados; veja vídeo

  • Gato de 19 anos que estava em abrigo é adotado após pedido de ajuda viralizar

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE