Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Polônia usa canhões de água contra imigrantes na fronteira com a Belarus; veja vídeo

Há uma escalada de agressividade na crise na fronteira da Polônia com a Belarus.

 

A polícia da Polônia usou canhões de água em imigrantes que jogaram pedras nos agentes de segurança –os confrontos aconteceram na fronteira com a Belarus nesta terça-feira (16). Há milhares de imigrantes do Oriente Médio acampados no lado bielorusso.

Trata-se de uma campanha do governo da Belarus para tentar pressionar a União Europeia, de acordo com o bloco. A ideia é fazer com que os imigrantes desestabilizem politicamente os países da União Europeia.

Leia também

  • União Europeia aplicará novas sanções a Belarus e companhias aéreas por crise na fronteira
  • Belarus: 8 pontos para entender crise com milhares de imigrantes em fronteira da União Europeia

Forças de segurança da Polônia intensificam patrulha na fronteira com Belarus nesta segunda (8) para evitar passagem de migrantes do Oriente Médio — Foto: Leonid Shcheglov/BelTA via AP

Imagens gravadas em vídeo e divulgadas pelo governo polonês mostram que há uma escalada de agressividade na crise na fronteira com a Belarus. No vídeo, é possível ouvir que nos alto-falantes é transmitida uma mensagem que diz que se os imigrantes não obedecerem ordens, será usada força.

Os imigrantes jogaram pedras, garrafas e pedaços de madeira nos soldados poloneses. No vídeo é possível ver também que eles tentam abrir a cerca.

Um soldado foi gravemente ferido por um objeto jogado do outro lado da cerca e precisou ser hospitalizado, disse o Ministério do Interior da Polônia.

Helicóptero militar da Polônia vigia grupo de migrantes que tenta entrar no país por meio da fronteira com Belarus nesta segunda (8) — Foto: Leonid Shcheglov/BelTA via AP

Sanções da União Europeia

Os países da União Europeia devem adotar novas sanções contra Belarus "nos próximos dias", em meio à crise migratória nas fronteiras orientais do bloco - afirmou o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, na segunda-feira.

De acordo com o diplomata, o novo pacote de sanções incluirá "um número significativo" de cidadãos e de empresas bielorrussas por "facilitarem a passagem ilegal de fronteiras para a União Europeia".

Muro entre os dois países

Já a Polônia começará a construção, ainda este ano, de um muro em sua fronteira com Belarus, anunciou o ministro polonês do Interior, Mariusz Kaminski, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira.

O Parlamento autorizou a obra no mês passado.

É uma obra "absolutamente estratégica e um investimento prioritário para a segurança do país e de seus cidadãos", justificou.

De acordo com o ministro Kaminski, os contratos serão assinados em 15 de dezembro, e a construção do muro fronteiriço começará no final do referido mês. Vai-se trabalhar 24 horas por dia.

A previsão é que as obras estejam concluídas no primeiro semestre de 2022.

O muro custará 353 milhões de euros (em torno de R$ 2,2 bilhões) e terá 180 quilômetros de extensão, quase a metade da fronteira comum.

Veja os vídeos mais assistidos do g1

200 vídeos

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE